Dia: 18 de abril de 2022

PDT recorre na Justiça para tomar mandato do vereador de Natal, Felipe Alves, por deixar partido “sem justa causa”

Foto: Elpídio Júnior

O diretório nacional do PDT-RN ingressou com ação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN) para recorrer de liminar que autorizou a saída do partido do vereador de Natal Felipe Alves, que migrou para o União Brasil para concorrer nas eleições para deputado estadual.

Decisão do juiz do TRE-RN, José Dantas, no último mês de março, autorizou a saída sem perda do mandato apontando que: “Embora mantenha postura de máximo respeito e admiração com o diretório e os valores do partido, [Felipe Alves] sentiu a necessidade de mudanças para novos ares em virtude de incompatibilidade parlamentar”, explicou o magistrado. Ele segue falando que, “diante de um cenário de total ausência de articulação com seu mandato, viu sua representação política plena inteiramente prejudicada, dado que não tinha controle dos rumos partidários decididos”.

O partido pede no recurso que seja decretada a perda do mandato eletivo de Feiipe Alves, em razão da desfiliação partidária sem o devido reconhecimento de justa causa. Pois segundo o partido argumenta: “o parlamentar traz alegação genérica de que “não estaria sendo ouvido” em âmbito partidário. Não traz, no entanto, FATO CONCRETO capaz de denotar, inequivocamente, a restrição na liberdade de exercício do mandato conferido pelas urnas e pela legenda partidária. Com efeito, a mera existência de divergências e disputas entre membros do Partido não é capaz de configurar grave discriminação pessoal”.

Vale lembrar que além de Felipe Alves, outros três vereadores já deixaram o PDT com autorização da Justiça: Aldo Clemente, Robson Carvalho e Paulinho Freire. No RN, o partido é presidido pelo ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves.

Justiça Potiguar

Rogério Marinho senador e Fábio Dantas governador

Oposição vai de Fábio Dantas e Rogério Marinho - Blog do BG

Na presença de vários prefeitos, vereadores e políticos do RN, será lançado nesta terça-feira, 19, a chapa de oposição ao governo Fátima. O evento será pela manhã no Hotel Holliday Inn em Natal.

Estaremos presente no evento e iremos trazer todas as informações completas.

Surto de gripe e dengue deixam prontos-socorros de Natal lotados

Casos relacionados ao aedes aegypit têm crescido

A pandemia teve um arrefecimento e, neste momento, poucas pessoas estão buscando as unidades de saúde em decorrêcia da covid-19. Porém, os prontos-socorros dos principais hospitais de Natal, assim como as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) estão abarrotadas. O motivo é um surto de gripe e também aumento nos casos de dengue entre a população. Nesta segunda-feira (18), pelo menos dois dos maiores hospitais privados da cidade estavam com os PS abarrotados de pacientes.

No início de abril, o Boletim Epidemiológico Centro de Controle de Zoonoses de Natal apontou que os registros de casos de dengue, zika e chikungunya em Natal tiveram crescimento 407,6% entre os meses de janeiro e o início de abril de 2022, comparado com o mesmo período do ano passado. Até o dia 8 de abril, foram notificados 934 neste ano, contra 184 no mesmo período de 2021. Os casos de dengue foram os que tiveram maior aumento de registros (336,91%), seguidos pelo crescimento nas notificações de zika (266,67%) e chikungunya (75%).

Aliados a esses números, um surto de gripe tem sido observado na população, incluindo entre as crianças. Com isso, a demanda pelos serviços dos hospitais cresceu de maneira exponencial e, em alguns casos, unidades de saúde precisaram suspender temporariamente o atendimento à população.

O hospital Rio Grande e a Casa de Saúde são alguns dos que confirmaram a necessidade de suspensão temporária em alguns momentos nos últimos dias, assim como o Hospital da Unimed, que no seu atendimento por telefone já informa que há a sobrecarga no atendimento devido à alta demanda de pacientes com doenças respiratórias. O mesmo tem ocorrido em outros hospitais, que optam pela suspensão temporária sempre que a demanda supera a capacidade física das unidades. Nesta segunda-feira, apesar da alta quantidade de pacientes, os serviços seguiam funcionando normalmente.

Tribuna do Norte

Empresa Alves continuará operando na região Potengi

Empresa Alves completa 79 anos fazendo transporte de pessoas entre a região  Potengi e Natal - UNIBUS RN

Há mais ou menos duas semanas que é veiculado nas redes sociais a informação de que a empresa de transporte rodoviário intermunicipal, a Empresa Alves estaria encerrando suas atividades na região Potengi. A Alves está no mercado a mais de  60 anos e atende a população diariamente transportando passageiros para Natal e o interior da região Potengi.

Nosso Blog entrou em contato com a empresa e obtivemos informações que isso se trata de uma fake news. “Não procede a informação, até porque se isso vir acontecer temos que avisar a população a quem precisa do nosso transporte. Essa intenção de fechar as portas, não temos”, enfatizou Joas Alves, diretor-administrativo da empresa.

Joas inclusive, defende a reestrutura do órgão gestor que fiscaliza os transportes intermunicipais. “Precisamos de um órgão gestor com a estrutura mínima. Temos uma empresa toda regulada e estamos cobrando sempre providências”.

Comissão vai apresentar relatório sobre vetos ao Plano Diretor nesta terça

A Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final da Câmara Municipal de Natal vai apresentar nesta terça-feira (19) o relatório sobre a análise dos vetos do Executivo ao projeto de revisão do Plano Diretor de Natal. O anúncio foi dado pela presidente da comissão e relatora dos vetos, vereadora Nina Souza (PDT), durante reunião do colegiado nesta segunda-feira (18), quando foram apreciados 22 projetos.

“O Plano Diretor foi aprovado com artigos vetados, os quais ficaram sob minha relatoria. Por se tratar de uma matéria extensa e que merece um debate mais amplo, convoquei uma reunião extraordinária para que todos possam participar. Vamos analisar pontos como transferência de potencial construtivo, outorga onerosa, mudança de gabaritos, ocupação de espaços e zonas de proteção”, explicou a parlamentar. A reunião deve começar às 13h no plenário da Câmara.

Nesta segunda-feira, a comissão apreciou 22 matérias, entre vetos do Executivo, decretos legislativos e projetos de lei, como o da vereadora Brisa Bracchi (PT), que prevê o estatuto municipal da promoção étnico racial; e o do vereador Aroldo Alves (PSDB), para implantação da disciplina extra curricular “Cultura Oceânica” nas escolas. “Seria implantada desde a educação infantil, chamando a atenção para a importância do ecossistema marítimo e a importância de preservá-lo” destacou a vereadora Camila Araújo (União Brasil), relatora do projeto.

Também foi mantido veto ao projeto do vereador Tércio Tinoco (União Brasil) que criava a “Sala do Terceiro Setor” no Município; e aprovados o do vereador Raniere Barbosa (Avante), que obriga unidades de saúde a informarem aos pais sobre doenças raras não detectáveis pelo teste do pezinho; e o do vereador Érico Jácome (MDB), para criação da Biblioteca Digital Municipal. “Vivemos o momento da era digital e, com o advento da pandemia, as pessoas se familiarizaram com os meios digitais. Nesse sentido, a biblioteca é um benefício a mais para a sociedade natalense que precise ter acesso a livros e materiais didáticos”, explicou o relator da matéria, vereador Kleber Fernandes (PSDB).

Também participaram os vereadores Aldo Clemente (PDT), Preto Aquino (PSD) e Klaus Araújo (SDD).

Assembleia na terça (19) vai avaliar movimento grevista dos educadores de Natal

Professores decidem manter greve (Foto: Sinte-RN)

Convocada pelo SINTE/RN para terça-feira, 19 de abril, a Assembleia de greve da Rede Municipal do Natal vai avaliar o movimento iniciado no final de março. O encontro da categoria começa às 14h, no auditório do Sindicato.

Anteriormente agendada para segunda (18), foi remarcada em virtude da reunião com os vereadores da capital.

Em greve desde o mês passado, tendo o início no dia 28, os educadores reivindicam o reajuste do Piso Salarial 2022. Os problemas estruturais das escolas e a falta de realização de concurso público também foram motivos que levaram à paralisação dos educadores.

“Omisso, o chefe do Executivo municipal se nega a negociar o Piso Salarial 2022 após tentar durante os últimos dois anos dar um calote e não implementar a correção de 2020”, disse, em nota, o Sinte-RN, se referindo também à atualização salarial de 12,84% no ano de 2020, cuja totalidade foi vetada pelo prefeito, mas garantida posteriormente pela Câmara Municipal de Natal que, há algumas semanas, derrubou o veto parcial.

“A falta de estrutura física e sanitária para trabalhar nas escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI), sobretudo após o início da pandemia da covid-19, é outra razão para a deflagração do movimento grevista. Uma outra motivação é a luta em prol da realização de concurso público na Rede Municipal”, acrescentou o Sinte-RN.

Novo Notícias

RN registra redução de 35% no número de acidentes na Operação Semana Santa

RN registra redução de 35% no número de acidentes na Operação Semana Santa – Foto: Divulgação/PRF

Novo Notícias – A Polícia Rodoviária Federal encerrou neste domingo (17/04) a Operação Semana Santa, iniciada na quinta-feira (14/04), com ações direcionadas para a garantia da mobilidade e da segurança viária em todas as rodovias federais do Brasil.

Mais de 4 mil pessoas e cerca de 3.600 veículos foram fiscalizados em todo o estado. Ações de educação para o trânsito (Cinema Rodoviário) alcançaram 257 pessoas.

O número total de acidentes foi reduzido em 35% (13 acidentes), assim como o número de acidentes graves, reduzido em 25% (3 acidentes), e de pessoas feridas, reduzido em 85% (3 pessoas).

No entanto, apesar de todos os esforços empregados, 5 pessoas morreram vítimas de acidentes graves dos tipos: atropelamento de ciclistas (3), atropelamento de pedestre (1) e colisão frontal (1).

O número de autuações da operação demonstram que alguns comportamentos diretamente relacionados ao aumento do risco e à gravidade dos acidentes, apesar de combatidos em ações educativas e de fiscalização da PRF, ainda são intensamente repetidos pelos motoristas, tais como dirigir sob efeito de álcool (33 autuações), ultrapassagens indevidas (205 autuações), uso de celular ao volante (4 autuações), crianças transportadas sem cadeirinha (11 autuações), uso do capacete (44 autuações) e uso do cinto de segurança (60 autuações).

Acerca das ocorrências policiais relativas ao enfrentamento à criminalidade, nove pessoas foram presas e um veículo recuperado.

Encerramento das atividades de duas empresas de ônibus do RN expõe grave crise que o Setor de Transportes enfrenta

Crise do setor prejudica usuários. FETRONOR defende implantação de subsídios aos passageiros

O encerramento das atividades de duas empresas de ônibus que atuavam na Região Metropolitana de Natal ocorrido entre janeiro e abril deste ano, expõe a grave crise econômica que o Setor de Transportes enfrenta. O alerta é da Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordeste – FETRONOR. Em 2022, as empresas Parnamirim Field e Auto Viação Campos (MDC) fecharam as portas.

“Essa crise já vem de algum tempo. Ao longo das últimas décadas, temos acompanhado a falta de investimentos para o transporte, ao mesmo tempo em que a venda de carros e motos cresceu significativamente. O transporte foi ficando de lado, e a situação piorou ainda mais com a pandemia da covid-19”, explica o presidente da Federação, Eudo Laranjeiras.

As linhas que as empresas operavam (a Parnamirim Field atuava nas linhas do Parque Industrial, em Parnamirim, e a Campos nas linhas do litoral sul, como as que ligam Tabatinga e Pirangi do Sul a Natal), foram repassadas emergencialmente para outras empresas, sem causar prejuízos aos usuários.

“Por enquanto, as empresas maiores ainda têm condições de socorrer as linhas que as empresas menores estão deixando. Mas e quando nem as maiores tiverem condições disso?”, considera Eudo.

O Presidente revela, inclusive, que as empresas maiores só conseguiram prestar suporte, por já terem sido vendidas. “Há anos, as empresas da Grande Natal têm sido vendidas a grupos maiores, que também já atuam em outros estados, pois não teríamos condições de nos manter”, afirma Eudo.

Falta do transporte já é realidade em 89 municípios do RN

Segundo o Presidente, a falta de ônibus já é a realidade de 89 municípios do Rio Grande do Norte, onde as empresas deixaram de operar as linhas regulares, e hoje a população conta apenas com o transporte clandestino. “O transporte é um direito, mas que a população não tem conseguido usufruir. Com a crise que o Setor enfrenta, as empresas foram deixando as linhas, e hoje a população não tem o transporte regular nem os benefícios que ele oferece, inclusive a gratuidade. A mobilidade urbana das pessoas no interior já está prejudicada”, diz.

Eudo explica que a crise teve início no segmento do transporte rodoviário, com o crescimento do transporte clandestino. “Desde o final da década de 1990, o transporte já enfrentava essa concorrência, que cresceu com o passar do tempo. O transporte rodoviário foi o primeiro e o mais prejudicado. No urbano e no metropolitano, conseguíamos ir mantendo. Mas a situação está chegando em um patamar impossível de sustentar, com o custo aumentando e a conta recaindo para o bolso do passageiro. Infelizmente, se nada for feito, a tendência é que ocorra o mesmo do rodoviário: empresas falindo e linhas sem serem operadas”, afirma.

Subsídio para o passageiro é essencial

Para Eudo, a implantação de subsídios para financiar os sistemas de transporte público é essencial para melhorar a qualidade do serviço prestado aos usuários e as condições da mobilidade urbana. A medida, comum em diversos países há anos, tem crescido nos últimos tempos em vários sistemas do Brasil. O Presidente da Federação considera que a medida é um importante benefício voltado para o usuário do transporte, não para a empresa.

“O formato que temos hoje do financiamento do transporte público se esgotou. É um serviço caro para os usuários, mas que é insuficiente para as empresas cobrirem os custos e serem remuneradas. Daí surge a verdadeira função do subsídio: equilibrar a relação entre o custo da operação e o valor da tarifa. E isso vai tornar o serviço do transporte adequado à realidade. O subsídio não é para as empresas. Ele se reverte diretamente ao usuário, que está pagando a tarifa”, relata Eudo.

Eudo cita como exemplo o trem da Grande Natal. “O usuário que anda no trem da Grande Natal, paga a tarifa no valor de R$ 2,50. Mas a tarifa somente é essa porque o Governo Federal subsidia a maior parte do custo da operação. Sem o subsídio, o valor real da tarifa do trem na Grande Natal chegaria a mais de R$ 10. Mas o usuário paga apenas um valor simbólico e em um transporte que tem uma qualidade, graças ao subsídio. Esse exemplo precisa ser seguido pelos demais gestores no transporte público como um todo”, afirma.

“Mais do que um caminho, o subsídio é uma necessidade aos usuários. É uma questão de sobrevivência do sistema de transporte público, ao mesmo tempo que pode garantir a melhoria da prestação de serviço. Continuar como está, com o usuário financiando tudo, é injusto para quem paga e vai continuar levando a falência das empresas”, considera o Presidente.

Ainda de acordo com o Presidente da FETRONOR, o transporte é um direito garantido na Constituição Federal e a Lei da Mobilidade Urbana, sancionada em 2012, prevê a criação de subsídios para financiar o transporte público no Brasil.

Brenno Queiroga oficializa retirada de pré-candidatura: “Em nome da união”

Brenno Queiroga retira pré-candidatura ao governo do Estado – Foto: YouTube 98 FM / Reprodução

O ex-prefeito de Olho D’Água do Borges Brenno Queiroga (Solidariedade) oficializou nesta segunda-feira (18) a retirada de sua pré-candidatura ao governo do Estado. Agora, o nome do partido para a disputa é o ex-vice-governador Fábio Dantas, que terá sua pré-candidatura lançada nesta terça (19), durante evento em Natal.

Em entrevista ao programa “12 em Ponto”, da 98 FM, Brenno Queiroga disse que abriu mão da pré-candidatura em nome da união da oposição. Ele admitiu que Fábio Dantas é o nome preferido pelos demais partidos, e que ele não seria um obstáculo para a aliança. A troca do candidato foi um pedido feito especialmente pelo pré-candidato ao Senado Rogério Marinho (PL), que escolheu Fábio.

“Para mim, que sou partidário, que tenho um time, um partido, é muito complicado dizer ‘rejeite 90 prefeitos, 5 minutos de TV, 10 deputados’. Rogério tem uma ligação mais forte com Fábio. Têm histórico de trabalhar juntos. Fábio já apoia Rogério. Tem uma ligação mais forte, relação mais próxima. De forma alguma eu queria atrapalhar o projeto de um partido”, disse Brenno.

O ex-prefeito disse que, agora, vai se dedicar a ajudar o partido a fortalecer a pré-candidatura de Fábio Dantas. Indiretamente, ele citou que trabalhar na elaboração do plano de governo do futuro candidato.

“Em nome da união da oposição, do grupo, eu estou passando o bastão para tocar esse projeto”, emendou.

Cachoeira do Roncador, em Felipe Guerra, volta a ficar cheia após chuvas de mais de 100 milímetros

Cachoeira do Roncador, em Felipe Guerra, no RN — Foto: Jânio Barra

O fim de semana de Páscoa foi de chuva intensa no interior do Rio Grande do Norte, principalmente nas regiões Central e Oeste. Somente no município de Felipe Guerra, no Oeste potiguar, as precipitações acumularam 113 milímetros de água em 24 horas.

Os dados foram registrados pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte entre as 7h de domingo (17) e 7h desta segunda-feira (18). Segundo Jânio Barra, que mora na região e fez o vídeo acima, a cachoeira é temporária e só aparece em períodos de fortes chuvas.

“Ela não dava água assim desde 2020. Como ontem choveu mais de 100 milímetros, ela nos deu essas imagens. Outra cachoeira que também está forte é a da Caripina, mas o acesso está mais difícil por causa do volume do rio”, contou.

No Oeste potiguar, a Emparn ainda registrou chuvas de mais de 40 milímetros nos municípios de Taboleiro Grande (56.8 mm) Porto do Mangue (47 mm), Carnaubais (45.2 mm), Itajá (43 mm) e Portalegre (40 mm).

Na região Central, as precipitações maiores se concentraram nos municípios de São João do Sabugi(66.6 mm), Santana do Matos (50.5 mm) e Serra Negra do Norte (31.8 mm).

*Com informações do G1 RN