Lacen detecta nova variante da covid-19 no Rio Grande do Norte

Uma nova variante da covid-19 foi detectada no Rio Grande do Norte. O Laboratório Central Dr. Almino Fernandes (Lacen/RN), referência estadual no diagnóstico da doença e de Vigilância Genômica, identificou a presença da BE.9 no estado. A variante é uma evolução da sublinhagem BA.5.3.1, ou seja, uma Ômicron da linhagem BA.5.

De acordo com dados da Fiocruz, as duas subvariantes (BQ.1 e BE.9) compartilham algumas das mesmas mutações e foram encontradas inicialmente no Amazonas.

“Como se trata de uma variante que possui mutações na proteína S, utilizada pelo vírus para invasão celular, e que está associada ao aumento do número de casos no Amazonas é necessário observarmos o cenário epidemiológico nas próximas semanas”, disse o diretor administrativo do Lacen/RN, o biomédico Derley Galvão.

No Rio Grande do Norte foram analisadas 36 amostras coletadas entre 3 e 18 de novembro de 2022 e identificadas sete linhagens, sendo duas amostras referentes à BE.9, oriundas dos municípios de São Bernardo do Campo/SP e Natal.

“Observar a partir da vigilância genômica a circulação de uma nova variante, que inclusive, foi observada em outros estados com aumento no número de casos e potência na transmissão da doença, nos faz ampliar as ações de vigilância. A vacinação das doses de reforço se faz urgente”, afirma a coordenadora de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap), Kelly Lima.

A pasta reforça o apelo à população para manter o esquema vacinal completo, bem como o uso de máscaras em lugares fechados e a higienização das mãos.

Com informações da Tribuna do Norte

UFRN suspende pagamentos de bolsistas e fornecedores: ‘Situação dramática’, diz reitor

Sergio Henrique Santos/Inter TV

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) anunciou a suspensão do pagamento de auxílios financeiros a estudantes, diárias, passagens, taxas de inscrição em eventos e reembolsos, após um novo bloqueio orçamentário anunciado pelo governo federal.

Ainda de acordo com a instituição, os pagamentos de fornecedores e bolsas e auxílios que estavam programados para essa semana não têm mais data para acontecer. A situação afeta inclusive o pagamento dos salários dos trabalhadores terceirizados – são cerca de 1.500 pessoas.

A suspensão dos pagamentos foi divulgada por meio de um ofício circular emitido pela diretoria de contabilidade e finanças e destinado aos gestores de todos os setores da universidade, nesta segunda (5).

“É uma situação dramática para os gestores. Não lembro de nenhuma outra ocasião em que as universidades tenham chegado a esse ponto. Normalmente são feitos bloqueios orçamentários no início do ano, até que se tenha um quadro mais claro da arrecadação, e são desfeitos. Nesse caso, são cortes no último mês do ano, inclusive sem entrada de financeiro para pagamento do que já tinha sido empenhado, ou seja, daquilo que já tinha se comprometido a pagar”, afirmou o reitor José Daniel Diniz Melo.

Ainda de acordo com o reitor, não há previsão de liberação de dinheiro para o pagamento das despesas em dezembro, o que impossibilitará o pagamento de tudo que já estava liquidado em novembro e que seria pago no início de dezembro, como bolsas, auxílios e mão de obra. Até mesmo empresas fornecedoras do restaurante universitário serão afetadas.

Daniel Diniz afirma que as aulas e atividades administrativas estão mantidas, mas a universidade considera que as empresas terceirizadas não terão como manter os trabalhadores terceirizados, que atuam em áreas como vigilância, limpeza e jardinagem.

“Além dos problemas na instituição, são 1.500 famílias que dependem desses salários. Além delas, há as famílias dos bolsistas, que dependem desses auxílios para poder continuar seus estudos”, ressaltou o reitor.

Com informações de G1 RN

Rogério Marinho cobra manifestação de presidentes da Câmara e Senado após bloqueio de perfis de parlamentares

Tania Rego/Agência Brasil

O senador eleito Rogério Marinho cobrou nesta segunda-feira (5), pelo Twitter, uma manifestação dos presidentes da Câmara, Artur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco, a respeito de mais uma decisão do STF de bloqueio de contas de parlamentares.

“Os presidentes da Câmara e Senado precisam se posicionar para preservar a harmonia entre os Poderes”, afirmou o senador eleito.

Marinho ainda lembrou que o parlamentar é inviolável por quaisquer opinião, palavra ou voto proferido. Até o momento, 10 parlamentares tiveram suas contas bloqueadas nas redes.

Veja publicação de Marinho.

Blog do Gustavo Negreiros

Parecer desaprova contas de Wendel Lagartixa

Reprodução Instagram

O deputado eleito Wendel Fagner Cortez, o Lagartixa (PL), terá mais um obstáculo para conseguir assumir a vaga na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Além do processo que tramita no Tribunal Superior Eleitoral, que cassou o registro do candidato em decisão monocrática – que ainda será analisada pela Corte –, a Procuradoria Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte deu parecer sugerindo a desaprovação das contas do candidato. A decisão final, porém, caberá ao Tribunal Regional Eleitoral do estado.

O procurador Rodrigo Telles, a Comissão de Análise de Contas Eleitorais (CACE) exarou Relatório Preliminar de Expedição de Diligências, tendo Wendel Lagartixa apresentado esclarecimentos por meio de petição, para esclarecer informações que foram solicitadas. No entanto, segundo o procurador, as explicações de Lagartixa não foram suficientes para justificar a não apresentação de dados e o recebimento de recursos de origem ilegal.

De acordo com a unidade técnica, foi observada “intempestividade na declaração de doações financeiras, bem como de gastos eleitorais; recebimento indireto de fonte vedada; impropriedade na falta de declaração recursos financeiros no momento do registro de candidatura, de forma a revelar a capacidade financeira do prestador de contas; e contratação de serviços jurídicos e contábeis após a campanha eleitoral.

Pelo parecer, ficou constatado que Lagartixa deixou de apresentar no período correto os relatórios financeiros da campanha, o que, segundo o levantamento do CACE, “configura irregularidade grave, pois, além de não ser isolada, a falha alcançou o percentual de 68,70%, dificultando a fiscalização contemporânea das contas”.

Além de não ter apresentado a justificativa, houve a constatação de gastos eleitorais em data anterior à data inicial de entrega da prestação de contas parcial, o que não teria sido informado à época, o que, no entendimento do procurador, “também impediu o conhecimento tempestivo sobre as despesas de campanha no percentual equivalente a 75,13% das despesas declaradas, obstando mais uma vez o controle social”.

Com informações de Tribuna do Norte

Inicia hoje (06) festa da Padroeira do bairro Juremal e Mons. Expedito em São Paulo do Potengi

São Paulo do Potengi – Capela Nossa Senhora da Conceição

Com o tema: “Com Maria, construir uma Igreja promotora da Paz” inicia hoje, 06 de dezembro, a festividade dedicada a Padroeira do bairro Juremal e Monsenhor Expedito, Nossa Senhora da Conceição, em São Paulo do Potengi. Nesta terça-feira logo mais às 19h teremos a abertura da festa com o Hasteamento da Bandeira e Celebração Eucarística presidida pelo Pároco Padre Ramos.

Noiteiros: Pastoral da Criança, Ministros Extraordinários da Eucaristia; Catequistas (Turma da 1° Eucaristia e Crisma); Pastoral do Dízimo; Irmãs e Mensageiros da Divina Providência; Comunidade Obra de Maria; Moradores das Ruas: Boa Vista; Boa Esperança e Av. da Liberdade.

Durante os dias iremos divulgar a programação.

Coluna Ney Lopes: “Risco do aeroporto do Grande Natal ser “elefante branco”

Ney Lopes

”Sem viabilidade econômica, aeroporto do Grande Natal é elefante banco. A transformação do espaço adjacente ao terminal em área de livre comércio é uma das soluções possíveis” (Ney Lopes).

Transcrição a seguir de trechos de entrevista concedida na edição de hoje do jornal AGORAN RN, editado em Natal, RN.

“O plano que falta é a viabilidade econômica do aeroporto.

“Sem isso será um elefante branco.

Como deputado federal e jornalista defendo há mais de 20 anos que o fundamental para o RN não é simplesmente o aeroporto, mas sim a transformação do espaço adjacente numa área de livre comércio, que significaria a implantação no Grande Natal de um polo exportador e turístico.

“Essa posição geográfica é a maior fronteira aérea e marítima da América Latina e Caribe. Somente assim o empreendimento se transformará em milhares de empregos e novas oportunidades.

“Esse modelo de pleno sucesso vem da China e propagou em todo o mundo, como a Índia e os países do Leste Europeu (Rússia, Ucrânia e Polônia), Estados Unidos, México, Peru etc…

“ Serão muitas as vantagens para as empresas locais.

“Poderão ser fornecedoras das empresas localizadas na área de livre comércio/RN (estarão exportando para essas empresas); poderão se expandir dentro da área de livre comércio/RN, implantando nela suas atividades mais direcionadas para as exportações – e ganhando mais competitividade nos mercados externos;

 “terão a oportunidade de se iniciar na atividade exportadora, sem ter que enfrentar as dificuldades de “garimpar” clientes no exterior, gastando muito dinheiro e tendo que negociar em contextos (e idiomas) estrangeiros.

“Na área de livre comércio, o empresário estará logo ao lado, e negociará em português.

“Repito: viabilizar economicamente o empreendimento.

“O aeroporto não pode depender de tarifas dos usuários pessoais físicas.

“Nem os stands de vendas de alimentos se sustentaram na primeira fase.

“Nem irão se sustentar, se não forem tomadas as cautelas da viabilização econômica.”

Comissão de Justiça aprova mais de 1000 emendas ao Orçamento 2023

A Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final da Câmara Municipal de Natal aprovou, em reunião na manhã desta segunda-feira (05), emendas parlamentares apresentadas à Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2023. Com isso, as proposições seguem agora para apreciação no plenário da Casa. Estiveram presentes no encontro as vereadoras Nina Souza (PDT), presidente da Comissão, Camila Araújo (União Brasil) e Ana Paula (Solidariedade) e os vereadores Kleber Fernandes (PSDB), Aldo Clemente (PSDB), Klaus Araújo (Solidariedade) e Preto Aquino (PSD).

“Foram mais de 1 mil emendas encartadas à LOA 2023, o que gera imensa satisfação para todos os parlamentares. É importante que a população saiba que ao propor emendas, o vereador está mostrando que uma determinada rua carece de pavimentação, que a escola precisa ser reformada, que uma Unidade Básica de Saúde aguarda por reestruturação ou que um grupo de servidores merece ter um plano de cargos e salários. Enfim, são propostas que visam melhorar a vida na cidade, o que deixa claro que o Legislativo cumpriu a sua missão”, explicou a vereadora Nina Souza.

“Dito isso, aprovamos em bloco este montante de emendas, haja vista que todas apresentam um formato de legalidade, restando apenas discutir a execução e a eficácia delas dentro do conjunto da matéria. Trata-se da penúltima reunião desse grupo temático no ano e estamos caminhando para concluir os trabalhos com um recorde absoluto de deliberações. Aproveito para agradecer o empenho e dedicação de todos os vereadores”, acrescentou.

Na sequência, a Comissão passou para a análise e votação dos projetos de lei. Destaque para a aprovação do PL 713/2021, encaminhado pelo vereador Aroldo Alves (PSDB), que dispõe sobre a criação do “Certificado de Impacto Social”, a ser concedido para iniciativas socialmente responsáveis do município, com o objetivo de criar o programa de fomento destinado ao fortalecimento de associações, cooperativas e microempreendedores que desenvolvam atividades de impacto social.

Ao fazer uso da palavra, o vereador Klaus Araújo, relator da matéria, falou que a iniciativa vai gerar um resultado positivo nas práticas de empreendedorismo social com bom desempenho socioambiental a fim de promover a redução das desigualdades regionais. “O certificado trará visibilidade e reconhecimento para as empresas e benefícios para a sociedade. Ou seja, é uma somatória de ações na qual todos ganham”, defendeu.

Outro destaque foi o parecer favorável ao PL 415/2022, do vereador Robério Paulino (PSOL), sobre a autorização ao Poder Executivo Municipal a conceder incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo, como também à criação do Conselho Municipal de Inovação. “A Lei autoriza o Executivo a estabelecer medidas de incentivo à inovação no ambiente produtivo, com vistas ao desenvolvimento do Ecossistema de Empreendedorismo no município”, pontuou a vereadora Ana Paula, relatora do projeto.

UERN concede medalha ao presidente e a deputados da Assembleia que defendem educação no RN

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte realizou nesta segunda-feira (05) uma sessão solene para a entrega de Medalha da Abolição concedida de forma conjunta pela Universidade Estadual do RN (UERN) e pela Prefeitura de Mossoró. Os homenageados foram a governadora Fátima Bezerra (PT) e todos os 24 deputados estaduais que compõem a atual Legislatura. A concessão da medalha é feita a personalidades que tenham se notabilizado na prestação de serviços à comunidade, nas áreas de educação e cultura, sobretudo em benefício da UERN.

Ao discursar representando todos os parlamentares, o presidente da Casa, deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB), ressaltou a honra de receber a Medalha conferida pela UERN, “que se torna ainda mais significativa e sensibilizante pela causa a que nos propusemos a lutar para fortalecer cada vez mais esta instituição de ensino”. Ezequiel afirmou que os homenageados se sentem “muito mais devedores do que credores da UERN”.

O deputado fez questão ainda de reconhecer a “luta da governadora Fátima Bezerra, cuja vida foi consagrada à propaganda desinteressada da educação, pela autonomia financeira da Universidade”. Ainda de acordo com o parlamentar, a gestora “sempre se dedicou na execução de uma tarefa à qual entregou toda a mente e todo o coração”.
Nas palavras de Ezequiel, a Medalha da Abolição mostra que os homenageados se identificam com as “aspirações e com a alma da instituição”. “Contudo, aumenta nossa responsabilidade na luta quando os ideais desta instituição devam ser protegidos”, completou.

Ezequiel destacou o trabalho da atual composição da ALRN na aprovação da autonomia financeira da UERN e do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração dos servidores (docentes e técnicos). As duas pautas eram antigas reivindicações que ganharam a aprovação do Parlamento estadual.

 “Então, nossa alegria, hoje, fundamenta-se na certeza e na defesa da universidade pública como um lugar privilegiado para o debate saudável de ideias e para a ressignificação necessária de conceitos. Nossa alegria, por toda a história da UERN, nasce do exercício diário de respeito às diferenças, da construção dos saberes e da valorização das diversidades e das multiculturalidades que nos constituem”, disse Ezequiel.

Presente à solenidade, a governadora Fátima Bezerra ressaltou a importância da Assembleia para o fortalecimento da UERN nos últimos anos. “É preciso reconhecer a contribuição que esta Casa tem dado no desafio cotidiano de avançar no projeto de Cidadania e desenvolvimento do RN. E dentro desse contexto a educação é pilar fundamental. Então é importante fazer o reconhecimento que a honraria dada a todos os 24 parlamentares é ato de destaque, a AL é merecedora desta homenagem pelo quanto tem sido parceira a favor do desenvolvimento do Estado e, em especial, da UERN”, disse Fátima.

A reitora da UERN, Cecíla Raquel Leite, relembrou o trabalho realizado pela instituição junto à Assembleia para a aprovação das importantes matérias citadas acima. “Se hoje podemos comemorar vitórias, se deve a vocês (deputados). Em nome de todos que fazem a UERN trago nosso reconhecimento e gratidão. Quero agradecer pela forma como fomos recebidos nesta Casa, por todos os parlamentares, que entenderam a importância das pautas para que a UERN pudesse continuar cumprindo sua missão”, disse a reitora.

A UERN está hoje presente, de forma direta, em todas as regiões do Estado do Rio Grande do Norte, por meio de seus 6 campi avançados, localizados nas cidades de Mossoró, Assu, Pau dos Ferros, Patu, Natal e Caicó. A instituição oferece atualmente 56 cursos de graduação, nos quais estão matriculados aproximadamente 9 mil alunos, sendo mais de 80% desses oriundos de escolas públicas.

Na Pós-Graduação, são cerca de 1,2 mil alunos matriculados nos 20 programas, sendo 22 cursos de mestrado e 4 de doutorado, 3 programas de Residências (Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia, em Medicina de Família e Comunidade, Multiprofissional em Atenção Básica/Saúde da Família e Comunidade), além de vários cursos de pós-graduação lato sensu.

Além dos nomes já citados, a solenidade ainda contou com as presenças do vereador Herberth Sena (PSDB), representando a Câmara Municipal de Natal, e do vice-reitor Francisco Dantas de Medeiros Neto.

RN tem mais beneficiários do Auxílio Brasil que pessoas com carteira assinada

Valor médio pago pelo Auxílio Brasil no RN é de R$ 607 – Foto: Divulgação

Atualmente, no Rio Grande do Norte, o número de beneficiários do Auxílio Brasil é maior do que o de trabalhadores com carteira de trabalho assinada. São 462.066 potiguares empregados formalmente e 518.145 famílias cadastradas no programa social.

Desde abril de 2022, ao se comparar o banco de dados do governo federal, há mais famílias recebendo o benefício do que pessoas com carteira assinada.

De acordo com o economista William Pereira, diante desse cenário de crise e desemprego, a existência do Auxílio Brasil é positiva para o estado. No entanto, o ideal seria a geração de mais empregos formais. “O Auxílio Brasil se constitui na assistência àqueles que se encontram na situação de pobreza ou miséria. Então, a existência desse auxílio e quanto maior ele for, melhor para a economia. Mas o fundamental é que se tenha empregos de carteira assinada. Trabalhador empregado é trabalhador contribuindo para a previdência, pagando seus tributos, o Estado arrecadando e as empresas produzindo”, explicou.

Na situação em que o estado se encontra, avalia o especialista, é melhor ter o benefício do que não ter.

“Quando a gente tem o Auxílio Brasil com maior volume do que carteira assinada, significa dizer que estamos em um contexto não muito adequado, onde a ajuda da União está socorrendo as pessoas que estão em situação de pobreza e miséria. Então, é melhor ter o Auxílio Brasil do que não ter. Mas, quando ele supera o número de trabalhadores com carteira assinada, significa que a situação econômica do RN não é das melhores. Como o valor pago no Auxílio Brasil (em média R$ 607,01) é menor que o salário mínimo (R$ 1.212), isso implica em menor volume de consumo, menor volume de vendas no atacado e no varejo.”, pontuou.

Para Sandra Gomes, professora de políticas públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), esse crescimento tem a ver com o aumento do valor do Auxílio Brasil em julho deste ano. “Tem a ver com o movimento do governo Bolsonaro, às vésperas da eleição, de atender todo um cadastro que estava represado. Mais famílias foram incluídas. Eu entendo que esse aumento não necessariamente significa que as condições socioeconômicas estão piorando. Mas dá para dizer que, no Brasil e principalmente no RN, há uma parcela importante da população que o mercado não consegue gerar trabalho suficiente para garantir uma vida minimamente digna. É muito claro que há uma parte da população que não teve oportunidades e o mercado sozinho não tem condições de absorvê-la. Então, se a gente quiser ser um país civilizado, com garantias mínimas de sobrevivência, teremos que garantir, por muito tempo, que programas de transferência de renda existam”, detalhou.

Ainda de acordo com a professora, a comparação do número de beneficiários com o número de carteiras assinadas no estado é irrelevante, uma vez que os potiguares também têm outras formas de inserção no mercado de trabalho.

“A gente tem que observar que o crescimento do emprego formal, com carteira de trabalho assinada, tem sido muito pequeno não só no Rio Grande do Norte, mas no país inteiro. É sabido, pelos últimos dados do IBGE, que tem crescido a participação da categoria ‘conta própria’, que normalmente é na informalidade. Desde a pessoa que trabalha na praia até aquela que ‘se vira’, de forma autônoma”, disse.

Novo Notícias

Styvenson: há chances do Podemos apoiar Rogério

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O Partido Liberal (PL) vai reunir sua bancada nesta quarta-feira (7) para bater o martelo sobre a candidatura do senador eleito Rogério Marinho (PL) para a presidência do Senado. O ex-ministro do Desenvolvimento Regional vai disputar a eleição contra o atual presidente, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que recebe o apoio do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O Podemos, partido do senador potiguar Styvenson Valentim, poderá fechar questão em torno da candidatura do senador potiguar.

“Já conversei com ele (Rogério Marinho) e estou aberto a esse tipo de conversa”, disse Valentim em entrevista ao Jornal das Seis, da rádio 96 FM. “Sobre o voto para Rogério, é possível. Eu já pedi para o Oriovisto (Guimarães, líder do Podemos) e logo, logo, teremos essa conversa. É importante o candidato conversar com o partido. Somos sete e o acordo é votar em bloco”, garantiu o senador.

Styvenson Valentim disse ainda que seu partido deve aguardar a reunião do Partido Liberal, que deve ocorrer nesta quarta-feira. Para o parlamentar, a decisão de votar em bloco é uma estratégia para fortalecer a sigla. Mesmo assim, se a direção do partido for diferente do que pensa, ele poderá votar diferente dos outros.

“Não quer dizer que eu vá tomar decisão contrária. O voto em bloco é para fortalecer o partido. O Podemos estava muito disperso e a regra agora é alinhar para poder fortalecer. Se for a pauta fechada que não concorde com o que penso, voto só”, frisou, falando sobre os projetos que tramitam na Casa.

Tribuna do Norte