Dia: 28 de abril de 2022

Avião que levava Eduardo Bolsonaro e outros deputados arremete após risco em pouso

Deputado Eduardo Bolsonaro – Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

98 FM – O avião da Gol que levada deputados federais, prefeitos e vereadores precisou arremeter, nesta quinta-feira (28), quando se preparava para pousar no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre (RS). Um dos parlamentares que estava na aeronave é Eduardo Bolsonaro (PL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (PL).

A informação foi divulgada nas redes sociais pelo deputado Paulo Pimenta (PT-RS), que também estava na aeronave.

Segundo o parlamentar, o voo 1923 partiu de Brasília e deveria ter pousado às 11h45 na capital gaúcha. No entanto, após enfrentar forte turbulência, com ventos fortes e grande área de instabilidade, o piloto precisou arremeter e levar o avião para Florianópolis (SC).

Ainda em seu perfil no Twitter, o deputado tratou de tranquilizar os seguidores: “Tudo tranquilo. Só aguardando informações para seguir para Porto Alegre!”. Após o susto, a aeronave partiu, às 13h23, rumo à capital gaúcha.

Veja tweet:

Ministro da Infraestrutura virá ao RN para liberar parte da Reta Tabajara

O Ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, estará nesta sexta-feira (29) no Rio Grande do Norte para fazer uma visita técnica à obra da BR-226, mais conhecida, como Reta Tabajara. Na ocasião, o titular do Minfra liberará o tráfego de 4,6 km da pista duplicada da referida rodovia. O deputado federal General Girão virá com o ministro para acompanhar a visita.

Em 2019, o General Girão foi único parlamentar a destinar toda sua emenda individual, o equivalente a R$14,5 milhões para a obra. Em 2021, durante a pandemia, o Governo do Estado estimulou a bancada federal do Rio Grande do Norte a retirar os R$ 16,5 milhões, que seriam destinados por meio da emenda da bancada para utilizar estes recursos na compra da vacina Sputinik. A duplicação do trecho localizado no município de Macaíba tem aproximadamente 16 quilômetros de extensão.

“Eu fui o único contra o desvio do recurso da obra da Reta Tabajara provocado pela governadora e sua equipe. Vale ressaltar que, já nesta época, a distribuição das vacinas pelo Governo Federal estava sendo cumprida. Então, não havia a menor necessidade de boicotar a realização de uma obra tão importante como a da Reta Tabajara, que irá, não só melhorar o tráfego de veículos, mas, principalmente, evitar acidentes e salvar vidas. Esta é uma obra aguardada há muitos anos, cuja execução vinha se arrastando, mas agora está se tornando realidade”, afirmou o General Girão.

O parlamentar ressalta que a obra chegou a ficar parada por falta de recursos durante quase quatro meses e vai precisar de uma nova licitação a ser feita no segundo semestre conforme informações do Ministério da Infraestrutura. “Recentemente, estivemos visitando o ministro e ele nos assegurou que estará, a partir do segundo semestre, avaliando o início da construção das terceiras faixas nos mais de 20 pontos críticos identificados ao longo da BR-304 entre a bifurcação da Reta Tabajara até Mossoró”, acrescentou.

FEMURN e Banco do Brasil firmam parceria que garante escritório de apoio e consultoria a prefeitos do RN

O Presidente da Federação dos Municípios do RN e Prefeito de São Tomé/RN, Anteomar Pereira – Babá, e o Superintendente Setor Público do Banco do Brasil, Sandro Jacobsen, formalizaram nesta quarta-feira (27), em Brasília, uma parceria entre as instituições que garante a instalação de um escritório de apoio e consultoria a prefeitos do RN.

O escritório exclusivo para atender os prefeitos, funcionará no bairro de Lagoa Nova – Natal, e terá toda a estrutura necessária para reuniões, consultorias e demais demandas dos municípios. A sala será na sede do Escritório Setor Público do Banco do Brasil no Edificio Pró-Natal.

“Estamos sempre em busca de novos parceiros para fortalecer a atuação dos prefeitos e avançar nas demandas do setor público. Nosso trabalho é constante para ajudar os municípios do RN e seguimos com todo esforço e dedicação, ampliando nossa rede de apoio. Temos certeza que com a assinatura deste protocolo, iremos dar mais suporte e apoio aos prefeitos, e sem qualquer custo”, enfatiza Babá.

Endereço da Sala do Cliente Femurn/BB: Av. Miguel Castro, 1095, Ed. Pró-Natal, 7 andar, Bairro Lagoa Nova – Natal RN. Utilização mediante agendamento prévio através do gerente de relacionamento que atende cada município.

Preço médio da gasolina no RN é o segundo maior do Nordeste

Seguidas altas de preço promovidas por políticas da Petrobras elevam custo dos combustíveis em todo o país a níveis inéditos/ Foto: Alex Regis

O preço médio da gasolina comum nos postos de abastecimento do Rio Grande do Norte é o segundo maior do Nordeste, de acordo com o levantamento mais recente da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O combustível que sai das bombas está sendo vendido, por litro, a R$ 7,665.

Este valor só fica atrás do que é pago por média pelos piauienses. Os moradores daquele estado gastam R$ 8,13 por um litro de gasolina comum para abastecerem seus veículos.

Os valores divulgados pela ANP são relativos à terceira semana deste mês de abril – entre os dias 17 e 23 -, a partir do Sistema de Levantamento de Preços (SLP). A agência acompanha as variações de forma mensal e semanal, tanto por estados, regiões, municípios e a nível nacional.

A título de comparação, a Paraíba é a última do ranking nordestino de preços da gasolina comum. O preço médio nas bombas do estado vizinho na semana passada, segundo a ANP, estava no patamar de R$ 7,036, mais de 60 centavos abaixo do cobrado no RN.

A pesquisa leva em conta os valores de 59 postos de abastecimento do Rio Grande do Norte, onde o menor preço encontrado foi de R$ 7,49 e o maior, R$ 7,79.

O valor pago pelos potiguares por um litro de gaasolina comum segue a tendência de alta registrada em todo o Brasil. Segundo os dados do SLP, o preço médio no país do dia 17 ao dia 23 foi de R$ 7,27. O preço é o mais alto já registrado pela ANP, após a segunda semana seguida de aumento do valor médio ao consumidor da gasolina comum.

O recorde anterior foi verificado na semana de 13 a 19 de março, quando o combustível estava sendo vendido a R$ 7,267, que tinha sido a primeira vez que o valor ficava acima de R$ 7.

Os valores do SLP da ANP indicam que na terceira semana de abril, a média por região foi menor no Sul, com R$ 7,109, e maior no Centro-Oeste, com R$ 7,440. O maior valor encontrado para a gasolina foi R$ 8,559 e o menor, R$ 6,190.

Na semana anterior, de 10 a 16 de abril, o preço médio do litro da gasolina no país estava em R$ 7,219 e, na semana de 3 a 9 de abril, em R$ 7,192. O aumento verificado da segunda para a terceira semana de abril foi de 0,7%. Na semana anterior, o crescimento havia sido de 0,37%. A pesquisa envolveu 5.235 postos de abastecimento.

A escalada do preço da gasolina se acentuou no ano passado. A primeira vez que o litro da gasolina comum passou de R$ 5 foi em março do ano passado, quando os postos do país cobraram, em média R$ 5,484 pelo litro do combustível. Em setembro do ano passado, o valor atingiu R$ 6,078.

A política de Preço de Paridade Internacional (PPI) da Petrobras foi adotada em outubro de 2016, fazendo com que o preço dos derivados de petróleo no País fossem calculados com base nas variações no mercado internacional. O valor passou, então, a ser fortemente influenciado pelas mudanças no preço do dólar e do barril de petróleo e sujeito a reajustes mais frequentes, que chegaram a ser diários.

Gás
O preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) de 13 quilos, o gás de cozinha, bateu recorde histórico neste mês de abril, atingindo a maior média mensal real, descontada a inflação, desde o início da série histórica do levantamento de preços da ANP, iniciada em 2001.

O botijão de 13kg é vendido no Brasil a um valor médio de R$ 113,48, segundo a ANP, representando 9,4% do salário mínimo, o patamar mais elevado desde março de 2007 – quando o botijão custava R$ 33,06 e o salário mínimo era de R$ 350.

O levantamento é do Observatório Social da Petrobras (OSP), organização ligada à Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), com base no preço médio mensal do GLP e na média de valores semanais de revenda no mês de abril, divulgados pela ANP.

Os dados mostram que em março passado, o gás de cozinha já tinha alcançado o maior preço médio real da série histórica, sendo vendido a R$ 109,31. Antes disso, o recorde tinha sido registrado em novembro de 2021, com o preço médio de R$ 106,50.

Segundo o economista Eric Gil Dantas, do OSP e do Instituto Brasileiro de Estudos Políticos e Sociais (Ibeps), o gás de cozinha voltou a comprometer o salário mínimo na mesma proporção de 2007.

“Nesses 15 anos, com a manutenção do preço do gás de cozinha e a valorização do salário mínimo, essa proporção foi caindo, mas houve uma inversão em 2017 com a alta dos valores do GLP e o aumento real do salário mínimo”, ressalta.

Essa mudança de cenário, completa o economista, trouxe um primeiro efeito imediato, que foi o crescimento do uso de lenha pelas famílias brasileiras.

“Entre os anos de 2013 e 2016, de acordo com dados da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), a população consumia mais GLP do que lenha. Mas a partir de 2017, a lenha voltou a ser mais utilizada do que o gás de cozinha nas residências do País. E, em 2020, esse consumo já era 7% maior do que o de GLP”, afirmou Dantas.

*Com informações da Tribuna do Norte

Câmara Municipal aprecia veto parcial da prefeitura ao Plano Diretor de Natal e derruba 19 artigos

Câmara Municipal de Natal apreciou veto parcial da prefeitura de Natal — Foto: Elpídio Junior

O plenário da Câmara Municipal de Natal apreciou o veto parcial do prefeito Álvaro Dias (PSDB) à revisão do Plano Diretor de Natal e derrubou 19 artigos. Ao todo, foram 86 debatidos pelos vereadores.

O projeto de lei do novo Plano Diretor de Natal foi aprovado em 23 de dezembro de 2021 na Câmara Municipal, após um semestre dedicado à votação, e entregue ao Poder Executivo em 31 de janeiro deste ano. O prefeito Álvaro Dias sancionou a lei com vetos em 8 de fevereiro.

“Apreciamos ponto a ponto o parecer da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final sobre o veto parcial ao novo Plano Diretor apresentado pela Prefeitura e a maioria do parlamento entendeu que os posicionamentos do colegiado eram procedentes, pois foram tomados com muita responsabilidade e cautela”, disse a vereadora Nina Souza (PDT), que é da comissão.

Já o vereador Robério Paulino (PSOL) criticou os impedimentos apresentados pelo Poder Executivo.

“A análise que faço de tudo que aconteceu é que o prefeito Álvaro Dias não acatou as sugestões da Câmara Municipal, inclusive emendas que foram consensualizadas com a equipe técnica dele. Ou seja, o retorno que recebemos da prefeitura anula em grande medida os aprimoramentos que fizemos no texto do Plano por meio da participação popular”, concluiu.

*Com informações do G1RN

Caixa paga Auxílio Brasil a beneficiários com NIS final 9

Programa Auxílio Brasil/ Foto: Reprodução Marcello Casal Jr

A Caixa Econômica Federal paga hoje (28) a parcela de abril do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 9. O valor mínimo do benefício é R$ 400. As datas seguem o modelo do Bolsa Família, que pagava nos dez últimos dias úteis do mês.

O beneficiário poderá consultar informações sobre datas de pagamento, valor do benefício e composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Atualmente, 17,5 milhões de famílias são atendidas pelo programa. No início do ano, 3 milhões foram incluídas.

América-RN anuncia Edson Vieira como novo treinador; Leandro Sena volta a ser auxiliar

Edson Vieira comandou São Bento e São José-SP recentemente — Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão

Edson Vieira é o novo técnico do América-RN. Ele vai substituir Leandro Sena no comando da equipe na sequência da Série D do Campeonato Brasileiro. O anúncio “surpresa” foi feito no início da tarde desta quarta-feira.

O clube informou em comunicado que Sena voltará a ser auxiliar e que Edson Vieira será apresentado oficialmente nesta quinta-feira, às 17h, após comandar o primeiro treinamento com o grupo, na Arena das Dunas, em Natal.

O último clube de Edson foi o São José-SP. Ele foi demitido no último dia 7 após derrota para o União Suzano, no quadrangular da Série A3 do Campeonato Paulista.

Edson comandou o São José em 18 jogos da competição, com nove vitórias, seis derrotas e três empates. A equipe terminou a primeira fase na terceira colocação geral, mas, no quadrangular, sob o comando dele, sofreu duas derrotas em dois confrontos. O time acabaria fora das semifinais.

Antes, o treinador de 56 anos trabalhou no São Bento entre 2020 e 2021. Em 14 meses de trabalho, comandou a equipe na campanha do acesso à Série A1 do Campeonato Paulista e, posteriormente, no rebaixamento à Série D do Brasileiro. Edson também foi treinador de clubes como Atibaia, Rio Claro, Comercial-SP, Hercílio Luz e Rio Branco-SP.

A estreia do novo comandante rubro será sábado, contra o Afogados, em duelo pela terceira rodada da Série D. O jogo está marcado para 17h, na Arena das Dunas, em Natal. O América tem quatro pontos em duas rodadas, e ocupa a terceira posição do Grupo A3.

*Com informações do G1 RN

Vasco supera a Ponte Preta em sua primeira vitória na Série B

Guarani derrota o Criciúma por 1 a 0 em Campinas/ Foto: Daniel Ramalho

Após três empates, o Vasco finalmente conseguiu vencer na atual edição da Série B do Campeonato Brasileiro. Jogando no estádio de São Januário na noite desta quarta-feira (27), o Cruzmaltino bateu a Ponte Preta por 1 a 0.

Com o seu primeiro triunfo na quarta rodada da competição o Vasco subiu para a oitava posição da classificação com seis pontos. Já a Macaca fecha a rodada na 15ª posição com quatro pontos após o revés.

O gol da vitória do Cruzmaltino foi marcado ainda na etapa inicial, aos 30 minutos. Nenê cobrou escanteio, Figueiredo bateu de direita para o meio da área e Raniel não perdoou.

Natália Bonavides e mais quatro deputados vão à Justiça para que Sergio Moro repare “prejuízos ao País”

Deputada Natália Bonavides. Foto: Maryanna Oliveira

Deputados do PT, incluindo a potiguar Natália Bonavides, ingressaram nesta quarta-feira (27) com uma ação popular na Justiça Federal, com pedido de reparação e ressarcimento ao erário público, contra o ex-juiz federal Sergio Moro.

Segundo a ação, Moro teria tido condutas atentatórias ao patrimônio e à moralidade administrativa nas suas funções como juiz na Operação Lava Jato, que teriam provocado impactos na economia do país e em sua estabilidade democrática e institucional.

Em um trecho da ação eles afirmam que Moro “utilizou-se de sua posição de magistrado para perseguir seus desafetos políticos e abusar da autoridade que gozava para impulsionar um verdadeiro projeto pessoal, trazendo prejuízos de toda sorte ao país. O conflito de interesses foi a marca de sua atuação pública ao longo dos últimos anos.”

Além de Natália, assinam a ação os deputados José Guimarães (CE), Erika Kokay (DF), Rui Falcão (SP) e Paulo Pimenta (RS).

Para dar suporte às acusações, o grupo cita levantamentos realizados por diferentes entidades, entre eles um mencionado pelo ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), por ocasião do julgamento que anulou condenação imposta a Lula no caso tríplex de Guarujá, no ano passado.

O magistrado fez referência a um estudo da professora Rosa Maria Marques, da PUC de São Paulo, baseado em pesquisa do Ineep (Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

“Esse estudo mostra também que se estima que a Lava Jato retirou cerca de R$ 142,6 bilhões da economia brasileira. A operação produziu, pelo menos, três vezes mais prejuízos econômicos do que aquele que ela avalia ter sido desviado com a corrupção. Isso fora os milhões de desempregos que esta operação causou”, afirmou Lewandowski no ano passado.

Um outro levantamento mencionado na ação popular, de responsabilidade do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), em parceria com a CUT (Central Única dos Trabalhadores), aferiu o impacto da Lava Jato no mercado de trabalho nacional.

“A análise dos dados demonstra que mais de 4,4 milhões de empregos foram ceifados nos mais diferentes setores”, dizem os autores do pedido com base na pesquisa do Dieese.

Os autores pedem que a Justiça, além de declarar a ilegalidade dos atos praticados por Moro, condenando-o ao ressarcimento dos prejuízos causados ao Estado, determine apuração pericial ampla, capaz de apontar a dimensão das alegadas “lesões graves e irreparáveis” à economia e ao patrimônio das pessoas jurídicas de direito público citadas no pedido.

Em nota enviada por sua assessoria de imprensa, Moro afirmou que “o governo do PT foi manchado pelos maiores escândalos de corrupção da história”. “A gestão desastrosa do PT quase quebrou a Petrobras e o país. O que prejudicou a economia e eliminou empregos foi a corrupção, e não o combate a ela.”

*Com informações do Portal 98

Condenado no STF, exaltado no Congresso: crise de Silveira se aprofunda

Presidente Jair Bolsonaro (PL) e deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ)/ Foto: reprodução

Condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a oito anos e nove meses de prisão, o deputado bolsonarista Daniel Silveira (PTB-RJ) foi eleito titular em duas comissões da Câmara. Réu por estimular atos antidemocráticos e ameaças a ministros da Corte e a instituições, ele integrará a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e assumiu como vice-presidente da Comissão de Segurança Pública.

Silveira recebeu indulto do presidente Jair Bolsonaro (PL), na semana passada, e, desde então, vem sendo pivô de mais uma crise entre o Executivo e o Judiciário.

A posse nos colegiados ocorreu ontem. Silveira havia sido indicado pelo partido para ocupar vagas em cinco comissões: as outras foram Cultura, Educação e Esporte.

Na CCJ, Silveira poderá participar de votações sobre perda de mandato, inclusive o dele. Segundo a Câmara, a única forma de o parlamentar não deliberar é se ele declarar suspeição e se abster.

Um dos colegiados mais importantes da Casa, a CCJ tem a função de analisar os aspectos constitucional, legal, jurídico, regimental e de técnica legislativa de todos os projetos que passam pela Câmara, assim como de emendas ou substitutivos.

Já a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, criada em 2002, por recomendação da CPI do Narcotráfico, tem como objetivos prevenção, fiscalização e combate ao tráfico de drogas, contrabando e crime organizado, entre outros.

*Com informações do Correio Braziliense