‘Desastre de Robinson como governador é ‘mérito’ dele, do filho e do vice’, afirma Raimundo Alves

Secretário-chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, e o ex-governador Robinson Faria – Foto: Elisa Elsie/Demis Roussos / Governo do RN

O secretário-chefe do Gabinete Civil do governo do Estado, Raimundo Alves Júnior, principal interlocutor da governadora Fátima Bezerra (PT), rebateu nesta sexta-feira (6) acusações feitas pelo ex-governador Robinson Faria (PL) contra a petista.

Robinson afirmou que, quando era senadora, Fátima “boicotou” seu governo em Brasília, impedindo o acesso do então governador a recursos do Governo Federal. À época, Dilma Rousseff (PT) era presidente da República e Fátima tinha trânsito no Palácio do Planalto.

“Ele sabe que é mentira isso. Até porque o PT foi da base dele, e o filho (então deputado Fábio Faria, hoje ministro das Comunicações do governo Jair Bolsonaro) foi da base de Dilma. Portanto, não sofreu boicote, até o momento que traiu a presidenta Dilma”, declarou Raimundo, em manifestação enviada ao PORTAL DA 98 FM.

Segundo Raimundo, antes do impeachment de Dilma Rousseff, que teve o apoio de Fábio Faria, o governo Robinson foi beneficiado. “Ambos traíram a presidenta Dilma, não sem antes serem beneficiados. É risível que o desastroso ex-governador venha fazer esse tipo de alegação. Não resiste a 5 minutos de consulta aos portais de transparência do Governo Federal e do Estadual”, destacou o chefe da Casa Civil de Fátima.

O secretário ressaltou, ainda, que Robinson governou durante quatro anos com apoio do Governo Federal, seja com Dilma Rousseff ou com Michel Temer (MDB), que a sucedeu após o impeachment. “Ele não foi oposição ao governo federal nem um dia sequer”, acrescentou Raimundo.

“O desastre dele como governador é ‘mérito’ dele, do filho e de seu vice”, finalizou o secretário, em referência também ao pré-candidato a governador Fábio Dantas (Solidariedade), que foi vice durante o governo Robinson Faria.

98 FM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.