Dia: 5 de maio de 2022

Ubaldo: “Outdoor presta contas do mandato com amparo na Lei”

O Tribunal Regional Eleitoral concedeu liminar solicitada pelo Ministério Público Eleitoral e determinou a retirada de outdoors feitos pelo deputado Ubaldo Fernandes e espalhados por avenidas da capital potiguar. Diante disso, o parlamentar emite uma Nota, nesta quinta-feira (05/05), em que externa sua tranquilidade, destacando que somente presta contas das ações do seu mandato, informando sobre emendas parlamentares e leis de sua autoria em benefício da população, e que, portanto, tais materiais publicitários estariam dentro do permitido, como demonstrará sua assessoria jurídica.

SEGUE NOTA:
“O Deputado Estadual Ubaldo Fernandes da Silva vem a público informar que recebe com tranquilidade a informação de que o Ministério Público Eleitoral ingressou com ação judicial na Justiça Eleitoral, tendo em vista questionar a legalidade da exposição de outdoors contendo informações acerca do exercício do seu mandato parlamentar, ressaltando que o contrato com a SBS Outdoors aconteceu somente no período de 14/03/2022 a 27/03/2022.

Nesse caso, oportunamente o Deputado irá se manifestar no processo em questão, afim de comprovar a regularidade dos referidos outdoors, uma vez que se revelam em meios de prestação de contas do seu exercício parlamentar à população potiguar, tendo amparo na Lei 9.504/97 (Lei das Eleições), notadamente no artigo 36-A, caput, inciso IV, que diz “não se configurar em campanha eleitoral antecipada a divulgação de atos de parlamentares e debates legislativos, desde que não se faça pedido de votos”.

Previsão do tempo para final de semana é chuvas no RN

Foto: Elisa Elsie

Alguns municípios já apresentam acumulados esperados para o mês inteiro

As chuvas que caem em vários municípios do Rio Grande do Norte na manhã desta quinta-feira(05) deverão continuar no final de semana. A previsão do tempo é de céu parcialmente nublado com pancadas de chuva em diversas regiões. O Sistema de Monitoramento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) prevê a ocorrência de pancadas de chuvas na sexta (06), sábado (07) em todas as regiões do estado e no domingo(08), nas regiões do Alto Oeste e Mossoró.

Com relação as temperaturas, elas deverão variar entre 24°C, durante as madrugadas, e poderão chegar aos 34°C durante as tardes. Já no interior do estado, a variação prevista é entre 22°C e 34°C.

O chefe da unidade de Meteorologia, Gilmar Bristot explica que as condições seguem favoráveis para a ocorrência de chuvas no estado, tanto no interior quanto na região do litoral. “A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) segue atuando no RN trazendo condições favoráveis para ocorrência de chuvas”, comentou o meteorologista.

O sistema de monitoramento já registra alguns municípios do estado com acumulados de chuvas dentro da normalidade prevista. É o caso, por exemplo, do município de São Rafael (Vale do Assu) que nestes primeiros quatro dias do mês de maio já choveu mais de 60milímetros (mm), valor acima da média esperada. Quando analisado o ano de 2022, por lá já choveu a acima da média esperada para o ano inteiro com acumulado de 718,9mm. Umarizal é outro município que já apresenta chuvas dentro do normal no mês de maio com acumulado de 82.1mm. “Maio é o último mês da quadra chuvosa no interior e deverá apresentar volumes dentro da média esperada, com destaques nas regiões Oeste e Leste”, disse Bristot.

O Sistema de Monitoramento da Emparn disponibiliza diversas informações para consulta como a pluviometria de cada município, zoneamento agrícola e risco climático. O acesso é pelo site emparn.rn.gov.br, aba Meteorologia.

Previsão dia a dia:

06/05/22 – sexta-feira – Céu nublado com chuvas em todas as regiões.

07/05/22 – sábado – Céu parcialmente nublado com chuvas em todas as regiões.

08/05/22 – domingo – Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões, com pancadas de chuvas no Alto Oeste e Mossoró.

Previsão de chuvas no RN para o período de maio a julho de 2022

MesorregiãoMaioJunhoJulhoAcumulado
Oeste101,446,527,4175,2
Central71,534,726,9133,1
Agreste91,093,881,7266,4
Leste171,1211,8176,8559,7
Estado108,796,778,2283,6

Sul-Americana: Fluminense derrota Junior Barranquilla e se mantém vivo

Tricolor vence por 2 a 1 com gols de Ganso e Luiz Henrique/ Foto: Mailson Santana

O Fluminense derrotou o Junior Barranquilla (Colômbia) por 2 a 1, nesta quarta-feira (4) no estádio do Maracanã, e permaneceu vivo na luta por uma vaga nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. A partida também marcou a estreia do técnico Fernando Diniz, que assumiu a equipe no lugar de Abel Braga.

Após a vitória o Tricolor das Laranjeiras assumiu a vice-liderança do Grupo H com os mesmos sete pontos da equipe colombiana, que lidera a chave.

O Triunfo do Fluminense começou a ser construída cedo, aos quatro minutos. Yago Felipe cobrou escanteio e o meio-campista Paulo Henrique Ganso acertou uma meia-bicicleta para vencer o goleiro Sebastián Viera. Mesmo com a vantagem o time das Laranjeiras continuou valorizando a posse de bola e pressionando a defesa adversária (uma mudança de postura adotada por Fernando Diniz).

Porém, o início do segundo tempo foi marcado pela baixa rotação da equipe brasileira, o que permitiu que o Junior Barranquilla empatasse aos nove minutos com Borja.

Com a igualdade no marcador Fernando Diniz começou a trocar as peças de sua equipe, optando por jogadores mais ofensivos, entre eles o veterano atacante Fred. E foi do camisa nove que saiu o passe para o gol decisivo de Luiz Henrique já aos 27 minutos.

Após a importante vitória na Sul-Americana o Fluminense se concentra no Brasileiro, onde enfrenta o Palmeiras fora de casa no domingo (8). O Tricolor volta a entrar em campo pela competição continental em 19 de maio, quando pega o Unión Santa Fe (Argentina).

VÍDEO: “Prefeitos estão com bolsos estufados de dinheiro por emendas eleitoreiras”, diz Carlos Eduardo

Reprodução

Em entrevista ao programa Cidade Alerta, da Rádio Rural FM de Caicó, no último final de semana, o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo, afirmou que os prefeitos estão “com os bolsos estufados de dinheiro enquanto o povo tá liso.”. O político se referiu a emendas destinadas aos chefes do Executivo municipal pelo governo federal, em troca de apoio à reeleição do presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com Carlos Eduardo, “o governo Bolsonaro é um projeto meramente eleitoreito e de aliança com o que pior tem nesse país, que é o Centrão.”

O ex-prefeito continua: “Você não sabe, os prefeitos estão com os bolsos estufados de dinheiro, o povo tá liso, o povo tá desempregado e com fome, mas os prefeitos estão com os bolsos estufados, só que esse dinheiro é nosso […] e a gente não sabe quanto foi, nem pra onde vai.”

Carlos Eduardo chama essa atitude do governo federal de “deformação” e conclui: “enquanto a saúde vai de mal a pior, a educação vai de mal a pior, as emendas eleitoreiras estão ai, soltas nas mãos dos prefeitos para fazerem o que quiser”.

Assista ao trecho da entrevista com o ex-prefeito de Natal:

Grande Ponto

Kelps pede apoio a bolsonaristas para divulgar ata da CPI da Covid

Kelps Lima: A luta é para reaver os quase R$ 50 milhões dos respiradores que foram roubados do povo nordestino”. Foto: ALRN

O deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade) esteve em Brasília buscando apoio junto à bancada governista federal, para divulgar o conteúdo do relatório paralelo da CPI da Covid-19 do Rio Grande do Norte. O parlamentar avisou que seria uma viagem rápida.

“Será um bate e volta para tratar de assuntos relacionados à CPI do RN, que investigou o Consórcio Nordeste. A luta é para reaver os quase R$ 50 milhões dos respiradores que foram roubados do povo nordestino”, falou Kelps.

O ex-presidente da CPI da Covid no RN contou com o apoio do senador governista Marcos Rogério (PL-RO) e criticou os congressistas potiguares. “Enquanto senadores do RN ignoram o Consórcio Nordeste, outros apoiam o trabalho de Kelps na CPI, como o senador Marcos Rogério, um dos mais atuantes da CPI do Senado”, afirmou o parlamentar potiguar.

Kelps Lima publicou vídeo em que Marcos Rogério, que é presidente do PL em Rondônia e vice-líder do governo federal no Congresso Nacional, elogiou o seu trabalho.

“Quero aqui aproveitar para registrar o trabalho do deputado Kelps Lima e todos os deputados da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, que fizeram o dever de casa, aquilo que o Senado Federal, a CPI do Senado não quis fazer, a Assembleia do Rio Grande do Norte fez com seus deputados. Dinheiro que foi foi pago a empresa de consultoria, mas que a aparência era de propina, de desvio de recurso público para fins de atendimento a interesses particulares”, diz.

Marcos Rogério é o senador que apresentou na CPI da Covid-19 no Senado Federal o voto em separado, rejeitando todas as acusações contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) – o relatório do senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI, pediu o indiciamento do presidente da República por nove tipos de crimes diferentes. Marcos Rogério defendeu a atuação do governo federal no enfrentamento à pandemia.

*Com informações do Agora RN

Estudante caicoense conquista medalha de ouro em campeonato nacional de judô

Estudante caicoense conquista medalha de ouro em campeonato nacional de judô – Foto: Reprodução

O jovem Joan Crystian, aluno da Escola Estadual Calpúrnia Caldas de Amorim (EECCAM), conquistou no último fim de semana a medalha de ouro no Campeonato Brasileiro de Judô – Regional II. Em entrevista ao programa 90 Minutos, ele contou como se preparou para chegar ao pódio. Vicente Gurgel, professor do estudante, lembrou também sobre a importância do esporte na vida acadêmica.

A competição, que aconteceu no último fim de semana no Ginásio Hélio Dias, na cidade de Natal, é um evento promovido pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ) com apoio das federações estaduais do esporte.

Joan conta que sua principal rotina era ser fiel aos treinos necessários para estar à altura dos demais competidores. Levantar cedo, praticar exercícios físicos e tentar cometer o mínimo de erros eram tarefas diárias do jovem.

“A cada dia eu venho me tornando melhor com o judô, ser educado, espeitar, e corrrer atrás dos meus sonhos”, conta Joan, que viu na mãe uma das maiores incentivadoras para não desistir nos momentos difíceis.

Vicente Gurgel, professor da escola e de Joan, afirmou que o aluno pratica o esporte há cerca de sete anos, além de enfatizar a importância dessa prática na escola. “O esporte é uma ferramenta de orientação no desenvolvimento dos jovens. Temos até o lema de que não treinamos só atletas, mas pessoas de bem, para que nossos alunos possam pessoas melhores a cada dia”, disse.

*Com informações do Blog da Gláucia Lima

Bolsonaristas se revoltam com Lula na capa da Time: “Perdeu credibilidade”

Filhos de Bolsonaro se irritaram com a capa da revista Time, que estampava o ex-presidente Lula – (crédito: Cleia Viana/Câmara dos Deputados, Revista Time/Reprodução, Jefferson Rudy/Agência Senado)

Aliados do presidente Jair Bolsonaro se irritaram com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na capa da revista norte-americana Time, publicada nesta quarta-feira (4/5).

Nas redes sociais, políticos bolsonaristas e ex-integrantes do governo criticaram a escolha do petista para a capa da revista, que além de estampar o rosto do ex-presidente, também chamava Lula de “o político mais popular do Brasil”. O ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles foi um dos primeiros a reagir à capa. “Quem liga para essa porcaria da revista Time?!”, escreveu no Twitter, às 10h12.

Já o ex-secretário de Fomento e Incentivo à Cultura e pré-candidato à Câmara André Porciuncula (PL) fez uma thread no Twitter sobre o assunto. No texto, ele diz que a escolha da Time no mesmo momento que celebridades de Hollywood se manifestaram a favor do voto facultativo não é mera coincidência.

O empresário bolsonarista Paulo Figueiredo Filho postou, também no Twitter, que “nos últimos 5 anos, a circulação caiu mais de 50% e a revista não está nem entre as 25 mais lidas dos EUA”.

*Com informações do Correio Braziliense

Segurados com NIS finais 4 e 9 recebem primeira parcela do 13º

INSS paga a quem recebe mais de um salário mínimo/ Foto: Marcelo Casal Jr

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) paga nesta quinta-feira (5) a antecipação do décimo terceiro a aposentados e pensionistas que recebem mais de um salário mínimo e que têm dígitos finais do Número de Inscrição Social (NIS) 4 e 9.

A previsão é que, até sexta-feira (6), mais de 31 milhões de segurados recebam a primeira parcela.

Consulta
O extrato com os valores e as datas de pagamento do décimo terceiro está disponível desde o mês passado. A consulta pode ser feita tanto pelo aplicativo Meu INSS, disponível para celulares e tablets, quanto pelo site gov.br/meuinss.

Quem não tiver acesso à internet pode consultar a liberação do décimo terceiro pelo telefone 135. É preciso informar o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e confirmar alguns dados ao atendente antes de fazer a consulta. O atendimento telefônico está disponível de segunda a sábado, das 7h às 22h.

Decreto
O decreto com a antecipação do décimo terceiro foi assinado em março. Este é o terceiro ano seguido em que os segurados do INSS recebem o décimo terceiro antes das datas tradicionais, agosto e dezembro. Em 2020 e 2021, o pagamento ocorreu mais cedo por causa da pandemia de covid-19.

A maioria dos aposentados e pensionistas receberá 50% do décimo terceiro na primeira parcela. A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro e terá o valor calculado proporcionalmente.

Segurados que recebem por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) também têm direito a uma parcela do décimo terceiro, calculada de acordo com a duração do benefício. Já quem recebe benefícios assistenciais, como o Auxílio Brasil, não têm direito a décimo terceiro.

Com gol de estreante e estrela de Betinho, Altos consegue virada sobre ABC e vence a primeira na Série C do Brasileiro 2022

O ABC abriu o marcador, festejou, mas foi derrotado. Próximo jogo será em Natal, no domingo/ Foto:  Rennê Carvalho/ABC F.C

O ABC perdeu para o Altos por 2 a 1, de virada, na noite desta quarta-feira (4), no estádio Lindolfo Monteiro, no Piauí. A partida foi válida pela Série C do Campeonato Brasileiro e o Alvinegro caiu para a quinta colocação no certame.

O Alvinegro foi para campo bastante modificado. Sem poder contar com os dois alas titulares, Fernando Marchiori escalou quatro zagueiros, dois deles, Richardson e Patrick improvisados, um na ala direita e outro na esquerda. No meio campo, Wellington Reis estreou.

No time piauiense, o técnico Francisco Diá optou por escalar o zagueiro Ramon Baiano para sua reestreia no Alviverde e por manter do time que jogou contra o Flamengo no final de semana.

Mesmo fora de casa foi-nos ABC quem “deu as cartas” no início da partida. Aos seis minutos, na tradicional jogada pela esquerda, Fábio Lima recebeu, se livrou do marcador e cruzou. Kelvin, esperto, se antecipou e desviou com categoria para abrir o placar.

Nove minutos depois o Alvinegro esteve perto de ampliar. Numa saída rápida para o ataque, Geovani recebeu na entrada da área, deu um drible desconcertante no marcador, mas chutou fraco e o goleiro Marcelo fez a defesa sem dar rebote.

Aos 22 a chance se repetiu em favor do time potiguar. No contra-ataque, Giovani saiu na frente e tocou para Fábio Lima. Sozinho, o atacante demorou para definir e chutou nas pernas do goleiro adversário.

O time da casa chegou com perigo real apenas aos 25 minutos de bola rolando. No contra-ataque Manoel foi lançado, ganhou da zaga na velocidade, mas adiantou demais e deu chances para Pedro Paulo sair e salvar o Alvinegro.

Mas o arqueiro abecedista não levou tanta sorte aos 32 minutos. Após a cobrança de escanteio, a bola sobrou na esquerda. Diego Viana cruzou e Ramon só escorou de cabeça para empatar o marcador e dar números finais ao primeiro tempo: Altos 1 x 1 ABC.

O time abecedista voltou sem mudanças para o segundo tempo do jogo. Do lado do Altos, Valderrama fez um giro bonito para cima de Eduardo e, de primeira, fez um golaço, jogando a pressão para cima dos potiguares.

Além disso, com a virada no marcador, o time comandado por Francisco Diá mudou o estilo de jogo e passou a valorizar mais a posse de bola, esperando o tempo passar.

Fernando Marchiori optou por voltar a jogar com dois zagueiros e mandou para campo Gustavo e Jefinho. A ideia era ter a referência no meio e mais velocidade pelo lado direito. Mas, muito mexido, o time abecedista perdeu o formato e não conseguiu se organizar, passando a tentar o empate na base do “abafa”.

As tentativas abecedistas foram todas em vão e o time do Altos conseguiu segurar as jogadas de ataque do time potiguar. Final, Altos 2 a 1 ABC, que volta a jogar domingo, no Frasqueirão, contra o Volta Redonda/RJ.

Rio Grande do Norte tem mais pessoas com Auxílio do que empregadas

Quantidade de beneficiários superior à de trabalhadores formais se repete em outros estados, principalmente no Nordeste

O Rio Grande do Norte fechou o mês de março com menos postos de empregos formais do que beneficiários do Auxílio Brasil (AB). Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam que o Estado terminou o primeiro trimestre de 2022 com 437.500 trabalhadores formais com carteira assinada (excluindo o setor público), enquanto que o número de beneficiários do programa Auxílio Brasil é de 443.398 potiguares. De acordo com especialistas ouvidos pela TRIBUNA DO NORTE, o cenário é considerado preocupante e denuncia a fragilidade do mercado de trabalho potiguar.

Segundo levantamento do Ministério da Cidadania, o Rio Grande do Norte tem 443 mil beneficiários do auxílio do Governo Federal, que substituiu o Bolsa Família como um dos principais programas de transferência direta e indireta de renda para famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. No mês passado, foram injetados R$ 181,2 milhões na economia local com o Auxílio Brasil. O rendimento médio de cada pessoa cadastrada no programa assistencial é de R$ 408, valor que cobre apenas 70% de uma cesta básica em Natal (R$ 575,33).

“É uma balança que pende para o lado da vulnerabilidade. Isso mostra a nossa situação no Estado, que é uma situação de absoluta dependência da proteção social. Nós temos um mercado de trabalho que é restrito para boa parte da população, um mercado informal que não dá conta de absorver toda essa massa gigantesca de pessoas e essas pessoas acabam precisando dessa proteção social, que é parte constituinte da nossa sociedade. Esses programas viraram parte fundamental de sustentação da vida”, comenta o economista Cassiano Trovão.

Somente em março passado, 1.069 postos de trabalho deixaram de existir no Rio Grande do Norte. Considerando os três primeiros meses deste ano, o saldo é ainda pior, com uma perda de 2.157 empregos. O dado registrado é 147% menor do que o contabilizado no mesmo período do ano passado, quando o Estado havia gerado 4.569 empregos de janeiro a março. Segundo o economista Janduir Nóbrega, o movimento foi ditado pela pandemia de covid. O especialista acrescenta ainda que a sazonalidade de postos de trabalho na agropecuária também ajuda a compreender o saldo negativo.

“Depois da parada geral do mercado por conta da pandemia, isso gerou lacunas de ofertas de produto e quando as coisas ficaram mais fáceis, no sentido sanitário, essa demanda precisou ser suprida de uma forma muito rápida, o que gerou essa quantidade de empregos.

Metade desses empregos foram oriundos do setor agropecuário, que naquele momento gerou empregos de uma forma muito rápida, está tendo seu encerramento da colheita, da cana-de-açúcar, das frutas e tudo isso impacta na demissão de funcionários. Vai começar um novo ciclo de produção, que vai gerar empregos no segundo semestre”, analisa Nóbrega.

O quadro de vulnerabilidade social observada no RN segue uma tendência regional, já que todos os estados do Nordeste apresentaram um número de beneficiários do Auxílio Brasil maior do que a quantidade de postos formais de trabalho (CLT). Além dos nove nordestinos, outros quatro estados do Norte formam o grupo dos que possuem mais dependentes do AB do que empregados. Em todo o país, 14 estados possuem mais trabalhadores formais do que beneficiários do auxílio (detalhes no box).

No entanto, a perda de 1,069 empregos coloca o RN entre os quatro estados do Nordeste que tiveram saldo negativo de geração de trabalho. Além do estado potiguar, o Caged revelou que Alagoas (-10.029), Pernambuco (-6.091) e Sergipe (-2.502) tiveram mais demissões do que admissões em março. Os demais estados conseguiram ficar no verde e geraram novos postos de trabalho.

“A ideia é de que grande parte desse povo estivesse no outro lado da balança, trabalhando, ganhando sua remuneração e dando conforto para as suas famílias. Por outro lado, quando esse pacote atende parte da população, diminui a pressão no mercado de maneira geral e mantém o consumo de forma constante. Individualmente é pouco dinheiro, mas o montante geral termina sendo muito forte. Quando o Estado começar a gerar emprego e sair dessa lerdeza, a tendência natural é que parte dessa população, que está no auxílio, migre para o emprego. Seria a melhor coisa que poderia acontecer”, acrescenta o professor de economia Janduir Nóbrega.

Cassiano Trovão, que também é professor do Departamento de Economia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), destaca que a perspectiva a curto prazo não é positiva. “Faz 16 semanas que o mercado vem revisando as expectativas do IPCA para cima, ou seja, não existe sinal de melhora da inflação. Com isso, a resposta do BC é que a taxa de juros básica da economia vai subir e com ela todas as outras taxas”, explica.

O especialista acrescenta que o cenário de inflação em alta acaba distanciando as empresas de novos investimentos. “Com crédito mais caro para consumo, tudo aquilo que o empresário pode colocar em termos de produção e de investimento fica comprometido. Então, as expectativas não são nada boas”, complementa.

*Com informações da Tribuna do Norte