‘PT e PSB não votam em Carlos Eduardo’, diz Fernando Lucena

Lucena: “PSB terá muita força no governo e não pode ficar fora da disputa no RN”. Foto: José Aldenir

“Conheço bem o PT, a militância não quer votar em Carlos Eduardo. No PSB, a mesma coisa. Ou seja, PT e PSB não votam em Carlos Eduardo”, afirmou o ex-vereador de Natal Fernando Lucena (PSB), ao explicar o motivo do partido reivindicar espaço na chapa majoritária de Fátima Bezerra, com a inclusão do nome de seu presidente estadual, deputado federal Rafael Motta, como pré-candidato a senador pelo Rio Grande do Norte. “O PSB compreende e entende que é o partido da vice-presidência da República, na chapa Lula/Alckmin, que terá muita força do governo federal e não pode ficar de fora da disputa estadual. Já têm Alves demais na chapa governista”, disse, em entrevista exclusiva ao AGORA RN, nesta terça-feira 03.

Lucena revelou que o PSB nacional tem priorizado as candidaturas ao Senado e o fato de Rafael aparecer com 5% de intenções de voto, de forma espontânea e sem anunciar seu nome, é um ótimo sinal. “E tem Carlos Eduardo, derretendo como gelo em Mossoró. Ou seja, a melhor forma de Rogério Marinho ganhar a eleição é manter Carlos Eduardo candidato. Ele não traz voto nenhum ao PT, pelo contrário, tem outro candidato a presidente (Ciro Gomes – PDT) e não unifica, pois tem rejeição do PT e do PSB”, comentou.

Para ele, o PT e o PSB precisam de um candidato com postura vinculada às legendas, que tenha votado fechado com os partidos de esquerda em situações como as reformas Trabalhista e da Previdência, sem rejeição ou problemas junto ao eleitorado potiguar. “Temos um dos melhores deputados do Estado, com 5% nas pesquisas sem fazer anúncio sobre o Senado e é atuante. Ele e Natália Bonavides são os dois melhores, que nos orgulham. Isso tudo reflete na hora que o eleitor pensa em quem votará”, afirmou.

Lucena disse ainda que há 22 prefeitos no Rio Grande do Norte apoiando a pré-candidatura de Rafael ao Senado, além da estrutura partidária de uma sigla que terá a vice-presidência da República. “Aguardamos isso. O nome de Rafael Motta está posto pelo PSB e vamos para cima, porque compreendemos que ele é um candidato fortíssimo da juventude e unifica toda a esquerda do RN”.

E continuou: “Contamos com o apoio e a compreensão da governadora e do PT, porque Rafael agrega muito mais votos que qualquer outro candidato. Vamos discutir a questão do Senado com o PT, o PCdoB e partidos aliados, para unificar e garantir a vaga para as forças democráticas. A disputa aqui será entre Lula e Bolsonaro. Nossa proposta é unificar as forças de esquerda e progressistas e esse nome é Rafael Motta”, finalizou.

*Com informações do Agora RN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.