No ABC, Fernando Marchiori reforça necessidade de “frieza e equilíbrio” para buscar título

América-RN e ABC empataram por 2 a 2 no primeiro jogo da final — Foto: Rennê Carvalho/ABC

O ABC teve cinco desfalques no primeiro jogo da final do Campeonato Potiguar e conseguiu um empate por 2 a 2 com o América-RN. O resultado foi satisfatório para o técnico Fernando Marchiori, mas ele sabe que a vitória esteve mais próxima do lado alvinegro na Arena das Dunas. A melhor oportunidade para garantir o 3 a 2 foi desperdiçada por Wallyson, que parou no goleiro Bruno Pianissolla.

– Eles (América) tiveram uma ou outra situação, mas acredito que, no primeiro tempo, tivemos um controle total. Faltou tranquilidade, acho que numa penúltima e última bola em alguns momentos. Eles voltaram um pouco melhor (no segundo tempo), nós tivemos alguns contra-ataques também para podermos fazer e tivemos a oportunidade clara, mas acontece, né? Então, temos que ter essa frieza ali na definição final – falou em entrevista coletiva.

O comandante alvinegro parabenizou o grupo pela entrega e destacou que os jogadores, “verdadeiros guerreiros”, cumpriram taticamente o que foi pedido. O ABC teve uma formação mais precavida com três zagueiros – Richardson, Eduardo e Ícaro -, além dos volantes Raphael e Thallyson, que atuaram juntos como titulares pela primeira vez. Por outro lado, Fábio Lima e Kelvin, em tarde inspirada, tiveram liberdade para atacar e foram muito bem.

O segundo jogo da decisão será disputado no Frasqueirão, na quarta-feira, com torcida única do ABC. Marchiori reforça que esse fator que precisa ser aproveitado, mas preza por um equilíbrio nesta relação entre campo e arquibancada.

– Vamos ter o apoio da nossa torcida, vamos estar com o nosso caldeirão fervendo também, que isso é importante. Porém, no jogo, temos que ter equilíbrio, temos que ter cabeça fria. Eu falo sempre de coração quente, mas a cabeça gelada para que a gente possa entender o jogo e sermos precisos nos momentos adequados para que a gente possa sair com a vitória – comentou.

Sem muito tempo para treinar, Marchiori terá a volta do goleiro Pedro Paulo, do meia Erick Varão e do atacante Jefinho, que cumpriram suspensão no domingo. O meia Allan Dias, que se recupera de lesão no tornozelo esquerdo, ainda é dúvida, mas dificilmente vai para o clássico.

– Temos que errar menos e termos a competência de fazermos um jogo perfeito. Muitas vezes você pode não ter tecnicamente uma partida brilhante porque é um jogo muito aguerrido, de muito choque, porém frieza na hora da definição, você tem que ser preciso e letal porque pode se complicar – completou.

*Com informações do G1 RN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.