Dia: 29 de junho de 2022

Podemos apresenta estudo sobre o desenvolvimento econômico do RN em evento neste sábado

O evento “Pensando o Desenvolvimento do RN” contará com as presenças do economista Denis Fernandes, do cientista social Felipe Calabrez e do advogado e comentarista econômico Emanuel Pessoa

O diretório estadual do Podemos no Rio Grande do Norte dá início, no próximo sábado (2), ao projeto “Pensando o Desenvolvimento do RN”, com a realização de um evento, a partir das 9h, no Hotel Golden Tulip, em Ponta Negra. O partido apresentará a primeira parte de um estudo econômico sobre o estado do RN intitulado “Pensando no Desenvolvimento do Rio Grande do Norte: Estrutura Produtiva e Desigualdades Intermunicipais de Renda”, produzido pela Fundação Podemos, em parceria com o economista da Universidade Federal do RN (UFRN) e doutorando em economia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Daniel Fernandes Alves.

A pesquisa foi desenvolvida com o intuito de fomentar o debate, contribuir com o desenvolvimento econômico do Rio Grande do Norte e, a partir das discussões provocadas, pensar e propor soluções aos problemas identificados no Estado. “O Rio Grande do Norte é promissor em termos de crescimento econômico. Mas para isso ocorrer é importante também superarmos as desigualdades internas, sobretudo de renda. Só assim seremos capazes de fazer do nosso estado um lugar melhor para todos, explorando responsavelmente seus recursos naturais e fomentando atividades econômicas que são fundamentais para a geração de emprego e renda”, diz Felipe Madruga, presidente estadual do Podemos no Rio Grande do Norte.

CONVIDADOS – A primeira parte do documento da pesquisa será apresentada pelo pesquisador responsável pela condução do trabalho, o economista Denis Fernandes Alves. Denis é doutorando em economia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), mestre em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPECO/UFRN), bacharel em Ciências Econômicas pela URCA, pesquisador do Núcleo de Economia Aplicada e Conjuntura (NEAC/UFRN) e do Núcleo de Economia Regional e Urbana (NERU/UFPE).

O cientista social Felipe Calabrez, mestre em Ciência Política pela Universidade Federal do Paraná e doutor em administração pública pela Fundação Getúlio Vargas, também contribuirá com o debate. Ele é professor de Economia e Administração pelo Centro Universitário Belas Artes e diretor de Pesquisa da Fundação Podemos.

O terceiro convidado a participar nos debates será o advogado Emanuel Pessoa. Ele é mestre em Direito pela Harvard Law School, doutor em Direito Econômico pela USP e certificado em Negócios pela Stanford School of Business. Emanuel, além da advocacia, é palestrante e comentarista convidado em alguns dos principais veículos de comunicação do país, como a CNN Brasil, Jovem Pan News, Globo News, Record News e Band News.

Com essa interdisciplinaridade que envolve ciências sociais, economia e direito, o evento se propõe a ser um motor propulsor para se colocar em prática no RN a boa política que visa o bem estar da população e do Estado. “A boa política é aquela feita com projetos, com vontade e com conhecimento sobre a área em que atua. É nisso que acreditamos e é com isso que esperamos que essa pesquisa possa contribuir”, explica Felipe Madruga, presidente do Podemos-RN

Assembleia Legislativa emite nota de pesar pela morte de Nelson Queiroz

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte – em nome do presidente Ezequiel Ferreira e dos 23 deputados estaduais – lamenta o falecimento do ex-deputado Nelson Queiroz. Pai do deputado Nelter Queiroz, Nelson tinha 93 anos e teve uma vida marcada pelo trabalho como prefeito de Jucurutu, promotor de Justiça e também deputado estadual.

Como parlamentar, Nelson ganhou destaque na trajetória política como relator da Constituinte de 1989. Trabalho elogiado por todos os constituintes com os adjetivos de zeloso, disciplinado e firme em seus posicionamentos.

Nelson também é avô do prefeito de Jucurutu, Iogo Queiroz e do diretor-geral da Fundação Djalma Marinho, vinculada à ALRN, Julinho Queiroz.

Descanse em paz!

Palácio José Augusto
Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte

Dia de São Pedro tem chuvas na faixa litorânea do RN

Previsão de tempo para junho é confirmada com bons bons volumes de chuva. Dos 167 municípios, 129 apresentaram chuvas de normal a acima do normal no mês junino.

O Dia de São Pedro (29/06) amanheceu com chuvas em 30 postos monitorados, de acordo com o Sistema de Monitoramento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn). Os maiores acumulados, foram de 88.6 mm em Touros, 55,4mm em São Miguel do Gostoso e 28.3mm em Maxaranguape, todos localizados na faixa litorânea. Os dados referem-se ao período das 7h15 de ontem até o mesmo horário de hoje.

“Os sistemas meteorológicos de leste, que se formam no oceano e atingem o litoral, devem continuar até o final de semana principalmente na faixa litorânea potiguar”, explicou o chefe da unidade de Meteorologia, Gilmar Bristot.

A previsão é que esta quarta-feira siga com céu parcialmente nublado com chuvas nas regiões Leste Potiguar, Agreste e Central. Nas demais regiões, céu parcialmente nublado a claro.

O mês de junho vem registrando bons volumes de chuvas em todas as regiões do RN. Dos 167 municípios, 129 apresentaram volumes de chuva de normal a acima do normal.

Acesse o sistema de monitoramento por meio do link a seguir: http://meteorologia.emparn.rn.gov.br/inicio

Confira a previsão para os próximos dias:
30/06/22 – quinta-feira – Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões, com possibilidade de pancadas de chuva nas regiões de Mossoró, Vale do Açu, Agreste e Litoral.

01/07/22 – sexta-feira – Céu parcialmente nublado com chuva em todas as regiões.

02/07/22 – sábado – Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões, com possibilidade de pancadas de chuva no Litoral.

03/07/22 – domingo – Céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões, com possibilidade de pancadas de chuva nas regiões do Agreste e Litoral.

“Cidadania do RN não vai votar no candidato de Bolsonaro, nós vamos votar contra”, defende Wober

Foto: cedida.

Agora RN – “O Cidadania não vota em candidato bolsonarista. Isso é uma posição clara no Rio Grande do Norte e em nível nacional. E quem for do time de Bolsonaro, a gente está fora e não vamos acompanhar”, afirmou o presidente estadual do Cidadania, Wober Júnior. Ele comentou que durante as convenções partidárias a legenda, independentemente da formalização da federação com o PSDB, não apoiará candidatos ligados ao presidente Jair Bolsonaro (PL). Ele defendeu que se mantenha a neutralidade com relação à chapa majoritária, sem apoiar oficialmente nenhum dos pré-candidatos que atualmente estão postos na disputa pelo governo do Estado.

“O que a gente quer construir é uma posição consensualizada, se prevalecer essa opinião do PSDB de não fazer opção clara por um candidato, porque eles têm divergências internas, irei defender essa composição. O Cidadania não vota em candidato bolsonarista. E quem for do time de Bolsonaro, a gente está fora e não vamos acompanhar”, enfatizou.

No entanto, o presidente estadual do Cidadania reconheceu que a decisão dos rumos caberá ao PSDB devido a maioria de 70% da federação. Porém, garantiu que o partido não apoiará nenhum candidato que esteja ao lado de Jair Bolsonaro.

O PSDB tem a maior bancada na Assembleia Legislativa, com 12 deputados e terá papel importante na eleição. Entretanto, a divisão entre o posicionamento político dos parlamentares pode fazer com que o tempo de propaganda política de Rádio e TV da legenda não vá para nenhum candidato ao governo do Estado e ao Congresso Nacional.

Metade dos deputados estaduais tucanos apoiam a governadora Fátima Bezerra (PT): o presidente da legenda, deputado Ezequiel Ferreira, os deputados Kleber Rodrigues, Ubaldo Fernandes, Dr. Bernardo, Albert Dickson e Raimundo Fernandes. Por outro lado, fazem oposição a administração da petistaos deputados Galeno Torquato, Getúlio Rego, Gustavo Carvalho, José Dias, Nelter Queiroz e Tomba Farias.

De acordo com Wober Júnior, mesmo que o Cidadania tenha uma posição contrária ao que o PSDB, o partido durante a convenção vai colocar a posição contrária. “Mas, de antemão, sabemos que não temos votos suficientes para fazer vingar o posicionamento defendido pelo Cidadania. Eles têm maioria absoluta. A proporção é que o PSDB tem70% do colegiado e nós temos 30%, então é desigual”, pontuou.

E continuou: “o Cidadania do Rio Grande do Norte não vai votar no candidato de Bolsonaro, nós vamos votar contra. Vamos trabalhar para derrotar Bolsonaro. O Cidadania não acompanha a posição do PSDB, no caso de apoiar um candidato bolsonarista, porque nós achamos que Bolsonaro é a negação de tudo o que é de bom na política, negação de um governo que tenha planejamento estratégico, negação das instituições democráticas e negação das relações saudáveis com o mundo. Bolsonaro faz tudo de ruim e errado, o maior atraso que o Brasil conheceu, o pior presidente da República da história do nosso país. Além disso, do nosso ponto de vista, Bolsonaro é uma ameaça concreta em um segundo mandato as Instituições republicanas e democráticas. O Cidadania com a história que tem, não pode se aliar com ele nem com ninguém que esteja ao lado dele”, ressaltou.

Wober Júnior declarou que a federação com o PSDB ocorreu devido a semelhanças programáticas entre as legendas, mas afirmou que também houve a tentativa de diálogos com o Partido Verde (PV) e Partido Democrático Trabalhista (PDT), mas que as negociações não avançaram. Ele disse que no âmbito nacional o Cidadania se beneficiou com a federação, porém no Rio Grande do Norte a legenda saiu prejudicada, pois a sigla terá apenas cinco candidatos a deputado estadual e dois a deputado federal. Porém, inicialmente, os planos do Cidadania era construir uma nominata com pelo menos vinte e cinco nomes para as eleições de outubro.

“Acho que nesse aspecto, olhando só para o coração do Cidadania, a gente foi prejudicado com essa federação. A federação foi muito boa para o partido a nível nacional, porque assegura a continuidade do nosso partido enquanto instituição política organizada, mas no Rio Grande do Norte nós estávamos trabalhando para fazer uma chapa competitiva, mas com candidatos que não tinham a densidade eleitoral iguais aos que os deputados estaduais com mandato têm. E, após a federação, houve uma revoada e com certa razão, mas a gente entendeu. O Cidadania vai apresentar dos vinte e cinco candidatos, apenas cinco a deputado estadual e dois a federal. Essa é composição estatutária foi estabelecida a nível nacional e isso está consensualizado no Estado”, explicou.

Segundo Wober Júnior, “os pré-candidatos que queriam disputar pelo Cidadania, a maioria procurou outro partido. É natural isso, nós não podemos obrigar uma pessoa que tinha simpatia política, programática e ideológica pelo Cidadania e sua história a concorrer um pleito que não tinha a menor chance de se eleger. A gente compreende e vamos reconstruir o partido após a eleição. Mas, em termos políticos a relação entre o Cidadania e PSDB é muito boa, muito saudável”, disse em entrevista à Rádio Jovem Pan News Natal.

De acordo com Waber, “os dois diretórios nacionais se reuniram e aprovaram a federação, não acontece só no Rio Grande do Norte é no Brasil inteiro. Tem problemas em alguns Estados? Tem. Mas, no Rio Grande do Norte o relacionamento com o PSDB, dirigido pelo deputado Ezequiel Ferreira, tem sido muito bom. Nós vamos constituir o colegiado da federação e dentro da proporção estatutária o PSDB terá a maioria e nós a minoria, mas isso está sendo tratado com muita harmonia e respeito”, pontuou.

As declarações do presidente estadual do Cidadania foram para a Jovem Pan News Natal.

Morada da Paz cria primeiro cemitério especial para urnas de cremação do RN

Columbários são alternativa para famílias que não têm interesse em guardar a urna em casa ou aspergir as cinzas em um espaço específico

Acompanhando o aumento da procura por cremação no Rio Grande do Norte, o cemitério, crematório e funerária Morada da Paz acaba de lançar, de forma pioneira no Estado, um novo espaço para a guarda de urnas de cinzas e homenagens a memória dos entes queridos que partiram: o columbário parque. A novidade é uma alternativa para famílias que optam pelo serviço de cremação e que não têm interesse em manter a urna cinerária em casa ou aspergir as cinzas em um espaço específico.

Para a gerente de marketing do Grupo Morada, Eliza Fonseca, o espaço tem o propósito de manter as memórias e referências eternizadas. Nas famílias em que um membro falecido foi cremado, ter esse espaço se torna ainda mais importante. “Quando as cinzas são aspergidas no mar, por exemplo, a família acaba ficando sem um ponto de referência físico para se sentir próxima daquele ente querido”, explica Eliza.

O formato dos columbários é bem semelhante aos jazigos tradicionais, podendo ser adquiridos individualmente ou em família e contando com estruturas que suportam até cinco urnas. Ao solicitar o serviço, os familiares podem também optar por uma cerimônia de sepultamento das cinzas como forma de prestar as últimas homenagens.

A ideia do projeto foi construir uma espécie de cápsula, remetendo a um lugar seguro para guardar um bem extremamente importante. Assim como os jazigos comuns, os columbários ficam em um ambiente aberto, cercado pela natureza, remetendo a sensações de calma e acolhimento.

O analista de produtos do Grupo Morada, Max Camelo, explica que, além de proporcionar um referencial físico para a lembrança do ente querido, o espaço dá a oportunidade de integração com outros serviços oferecidos pelo Morada da Paz. “Em datas como o Dia de Finados, as famílias têm fácil acesso à floricultura e podem prestar homenagens no site Morada da Memória”, pontua Max.

O serviço já está disponível nas sedes do cemitério e crematório em Emaús (RN), e em Paulista (PE), por preços que variam de R$ 990 para columbários individuais e até R$ 2.690 para a opção familiar.

Presidente da Câmara de Ceará-Mirim vira as costas para o prefeito, o poderoso imperador Júlio César

Foto: Reprodução

O Presidente da Câmara Municipal de Ceará-Mirim, Kaio César, teve uma atitude no mínimo curiosa, decidiu virar as costas para o Prefeito Júlio César na solenidade realizada pelo município, que reuniu lideranças políticas como os pré-candidatos Rogério Marinho e Robinson Faria.

O gesto, chamou atenção e só confirmou o que todos sabem: O poderoso imperador da atualidade, prefeito Júlio César, não consegue manter o mínimo de relação institucional, quem conhece de perto não mede críticas: “desarticulado, incapaz de um gesto.” Outros acrescentam: “O Todo Poderoso Júlio César gosta mesmo é de bater em mesa e gritar o povo”.

O que causou uma atitude tão dura do Presidente, Kaio?

É somente uma pergunta.

Blog Rudimar Ramon

Câmara entrega Medalha Maria Lamas Farache em homenagem ao ABC Futebol Clube

A Câmara Municipal de Natal entregou, nesta segunda-feira (27), a Medalha Maria Lamas Farache, em alusão ao aniversário de 107 do ABC Futebol Clube, fundado em 29 de junho de 1915.

A medalha foi criada por proposição do vereador Anderson Lopes (SD) para ser concedida a pessoas físicas ou jurídicas que prestaram serviços de relevante interesse ou desempenharam atividades de importância para o clube abecedista e sua torcida, pelo valor imaterial que a agremiação representa para Natal.

“A homenagem se faz justa, porque o ABC é o clube mais popular da cidade e favorece Natal para além das alegrias e conquistas esportivas ao longo de toda sua história, com visibilidade internacional, através do recorde mundial de ser o maior campeão do mundo, sendo o detentor do maior número de campeonatos estaduais, atualmente 56 títulos conquistados”, diz o vereador declaradamente alvinegro.

“O ABC faz parte da história de Natal e da minha história. O Frasqueirão é uma das sete maravilhas do RN. E essa é uma forma de valorizar não só o ABC, mas também o futebol da nossa cidade. Então, por ser abecedista apaixonado, estamos aqui para prestar essa homenagem ao clube e às pessoas que o fazem grande como ele é”, justificou o propositor.

Entre os 25 agraciados com a Medalha Lamas Farache estavam as torcidas Camisa 12, Movimento 90, ABCervejas e Garra Alvinegra, torcedores e torcedoras, o ex-jogador Ivan Ricardo Alves de Oliveira, conhecido como Ivan “O Terrível” e o atual ídolo da Frasqueira, Wallyson Ricardo. Também foram homenageados dirigentes e ex-dirigentes do clube, como o presidente Bira Marques e o conselheiro Cláudio Porpino.

“O reconhecimento desta Casa é muito gratificante”, comentou o presidente do clube, Bira Marques, acrescentando que a criação da Medalha Maria Lamas Farache pela Câmara Municipal é um reconhecimento de que o ABC faz parte da vida do natalense.

PSB afirma que só negocia aliança em SP se Fátima aceitar Rafael Motta na chapa

Divulgação

A aliança entre PT e PSB no Rio Grande do Norte fazia parte do projeto nacional de costuras entre os dois partidos. E a prova disso é que, agora, o PSB afirmou que só aceita negociar um acordo com o PT em São Paulo, se houver a aprovação de alianças em outros estados, incluindo, o Rio Grande do Norte.

A informação foi publicada pelo portal Valor Econômico e destaca uma entrevista com o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira. Em São Paulo, o PT pressiona para o PSB retirar a pré-candidatura de Márcio França ao Governo e passe a apoiar Fernando Haddad, do PT. Contudo, agora, “a determinação é não tratar a situação de SP isoladamente. A intenção é resolver de uma única vez todos os impasses eleitorais existentes em outros estado”, cita a reportagem.

A matéria cita o impasse entre PT e PSB no Rio Grande do Norte. Aqui, a governadora deixou de apoiar a pré-candidatura de Rafael Motta, presidente estadual do PSB e apoiador da chapa Lula-Alckmin, para apoiar o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), que já manifestou apoio a Ciro Gomes e, no pleito passado, apoiou Jair Bolsonaro – fato, inclusive, citado por Siqueira. Veja o trecho:

“O PSB demonstrou insatisfação com o fato de o PT ter escolhido o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) para concorrer ao Senado na composição montada pela ex-governadora do Rio Grande do Norte Fátima Bezerra. Ela vai concorrer à reeleição. ‘Lá [no Rio Grande do Norte], eles [PT] colocaram um bolsonarista na chapa majoritária’, disse Siqueira”.

Tem mais: no Rio Grande do Norte, após a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), se não estiver na chapa, Rafael Motta pode ficar de fora até da coligação, visto que uma candidata ao Governo só pode ter um candidato ao Senado. Com informações do Portal da 96 FM

Morre pai do deputado Nelter Queiroz, o ex-deputado Nelson Queiroz

Reprodução

Faleceu na madrugada desta quarta-feira, 29 de junho, o ex-deputado estadual Nelson Queiroz, pai do deputado Nelter Queiroz. Nelson tinha 93 anos e morreu no Hospital São Lucas, em Natal.

O corpo do ex-deputado está sendo velado manhã desta quarta-feira (29), no Morada da Paz, em Emaús, onde acontecerá o sepultamento às 17 horas.

RN tem falta de testes e de inseticida contra a dengue

Foto: Reprodução/Ilustrativa

O Rio Grande do Norte tem sido afetado, em meio ao atual quadro de epidemia de dengue, pelo desabastecimento de testes sorológicos para a detecção da doença e do inseticida Cielo ULV, utilizado para ações de combate ao mosquito Aedes aegypti durante a circulação de carros fumacê.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), a indisponibilidade de insumos no Ministério da Saúde (MS) é o que está provocando o desabastecimento no RN e em outras unidades federativas do País.

A Sesap esclareceu que o Estado conta com testes para detecção de dengue e chikungunya por meio de biologia molecular, além de teste sorológico de dengue NS1. No entanto, estão em falta testes sorológicos para Dengue IgM e Chikungunya IgG e IgM.

Segundo a Tribuna do Norte, por falta de testes os exames sorológicos para detecção da dengue estão suspensos em Caicó, no Seridó potiguar, sem prazo para a retomada da testagem. O Município também não recebe, há semanas, a visita de um carro fumacê. Moradores da cidade reclamaram da falta de um inseticida utilizado nas aplicações de combate ao mosquito.

Tribuna do Norte