Varíola dos macacos: 19 cidades do RN têm casos suspeitos da doença; 1 caso suspeito é na região Potengi

O Rio Grande do Norte tem 18 casos confirmados e 57 suspeitos de varíola dos macacos (monkeypox), de acordo com os dados desta segunda-feira 22 do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) e da Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap). No último sábado 20, eram 14 casos confirmados e 59 suspeitos no estado.

Os 57 casos suspeitos estão distribuídos entre 19 municípios potiguares: Tibau do Sul (1), São Rafael (2), São Gonçalo do Amarante (2), Riachuelo (1), Parnamirim (7), Nova Cruz (2), Natal (22), Mossoró (1), Marcelino Vieira (1), Lagoa Salgada (1), Lagoa Nova (1), Jandaíra (5), Extremoz (3), Ceará-Mirim (1), Baraúna (1), Angicos (1), Bento Fernandes (1) e São José de Mipibu (3).

Há ainda 1 caso suspeito do país de residência Portugal.

Além disso, há dois casos prováveis em Natal, dois em Parnamirim e um em Pedro Avelino. Os casos confirmados foram registrados em Natal (13), Parnamirim (4) e Mossoró (1). A varíola dos macacos costuma causar erupções na pele, que se espalham pelo corpo. As lesões passam por cinco estágios antes de cair, segundo o Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos. A doença geralmente dura de 2 a 4 semanas e a transmissão pode ocorrer por contato muito próximo, através de toque em lesões, por via respiratória e até por gotículas de saliva.

Agora RN e SPP NEWS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.