Dia: 17 de agosto de 2022

Mais de 100 prefeitos do RN assinam nota repudiando as declarações de Carlos Eduardo

Não tem sido nada fácil os últimos dias para Carlos Eduardo. Além da arrogância, Carlos tem atacado diariamente seus adversários, e atingindo em cheio os prefeitos do RN. Na noite desta quarta-feira (17) mais de 100 prefeitos assinaram uma nota de repúdio.

Confira na Íntegra:

NOTA DE REPÚDIO DOS PREFEITOS DO RN

Nós, prefeitos do Rio Grande do Norte, fomos surpreendidos com a absurda acusação feita pelo candidato Carlos Eduardo Alves (PDT) junto ao Tribunal Regional Eleitoral, levantando suspeitas infundadas e inaceitáveis sobre o envio de recursos federais para os municípios do Estado. O fato só tem mesmo uma justificativa, os interesses político-eleitorais do candidato que, mesmo já tendo sido prefeito, parece não ter o menor conhecimento da importância destes investimentos para as cidades potiguares.

Carlos Eduardo desrespeita a todos os 167 prefeitos do Estado ao supor que os recursos obtidos por meio de parcerias federais, tivessem qualquer outro objetivo que não, melhorar a qualidade de vida do nosso povo. E o que mais impressiona é que ele tenta conquistar nas urnas um mandato de senador que terá, como dever básico, justamente, enviar recursos para o RN. Ou ele não fará isso caso seja eleito?

Desta forma, deixamos claro aqui todo o nosso repúdio a tentativa do ex-prefeito de incriminar ações que foram feitas a favor do cidadão e que só contribuíram com melhorias para todas as regiões do Estado. Esperamos que a campanha eleitoral tenha debates construtivos e que os candidatos mostrem seus serviços prestados e as propostas que defendem. Os ataques pessoais que motivam ações estapafúrdias como essa, só prejudicam o crescimento do nosso RN.

Assinam a nota os prefeitos abaixo:

1- Allyson Bezerra/Mossoró
2- Fernando Teixeira / Espírito Santo
3- Reno Marinho/São Rafael
4- Luciano Cunha/Lages Pintada
5-Fabiano Lopes / Barcelona
6- Rivelino Câmara / Patu
7- Francisco Felipe / Ruy Barbosa
8- Clécio Azevedo / Bom Jesus
9- Francinaldo/ Galinhos
10- Uady Farias /Jaçanã
11- José Augusto / Portalegre
12- Joaquim de Medeirinho /Cruzeta RN
13- Bibi de Nenca /Campo Grande.
14- Professora Nira /Maxaranguape
15-Serginho / Serra Negra do Norte
16 Samara / Rafael Godeiro
17 Guilherme Amâncio/ lagoa de Pedras
18- Larissa Rocha/ Tenente Ananias
19- Alan Silveira / Apodi
20 – Pedro Henrique / Pedra Grande
21- Joana Darc / Triunfo Potiguar
22- Shirley Targino /
23 – Flaudivan Martins / Pendências
24- Juninho / Passagem
25- Maria Olímpia / Paraú
26-Galo / Florânia
27-Babau / Marcelino Vieira.
28- José Adolfo / Francisco Dantas
29- Luciano Santos / Lagoa Nova
30- Sabino Neto / Pilões
31- Jéssica Amorim /Almino Afonso
32- Cássio / Riacho de Santana
33- Ceiça Lisboa / Caiçara do Rio do Vento
34- Taveira / Parnamirim
35- Bibiano / Serra do Mel
36- Ranyere / Santa Maria
37- Alexandre Sobrinho / Pedro Avelino
38 – Fernando Bezerra / Acari
39 – Gilson Dantas / Carnaúba dos Dantas
40- Cleiton Jácome / Venha Ver
41- Ivanildinho / Santa Cruz
42- Lusimar Porfírio / São Francisco do Oeste
43- Marcelo Porto / Bodó
44 – José Flávio Morais /Rodolfo Fernandes.
45-Marco Aurélio / Riacho da Cruz
46- Daniel / Nísia Floresta
47 – Nixon Baracho – Alto do Rodrigues
48- José Arnor /Jundiá
49- Maciel Gomes / Senador Elói de Souza
50- Amazan Silva / Jardim do Seridó
51-Pacelli Souto / São Paulo do Potengi
52- Pedro Sales / Várzea
53- Jacinto Carvalho / Severiano Melo
54 – Joca Basílio/Riachuelo
55- Maria Helena/Olho D’água do Borges
56- Cletson Oliveira / Equador
57- Sandra Jaqueline / Fernando Pedroza
58- Rogério Soares / Jardim de Piranhas
59- Manoel Bernardo /João Câmara
60- Pedro Filho / Touros
61- Marianna Almeida/Pau dos Ferros
62- Raimundo Pezão / Umarizal
63- Maria Elce / Major Sales
64 – Bruno Anastácio / Rafael Fernandes
65 – Carlos Augusto/ Luís Gomes
66 – Antônio Freire / Senador Georgino Avelino
67- André Regis / Itaú
68- Emídio Jr. – Macaiba
69- Raimundo Marcelino / Cerro Corá
70- Conceição Duarte / Lucrécia
71- Rossane / Ielmo Marinho
72- Keka / São Bento do Trairi
73- Júnior Alves / Caraúbas
74- Manuel Gustavo/Montanhas
75- Hudson de Brito / Santana do Seridó
76 – Figueiredo / São José do Mipibu
77- Judas Tadeu / Caicó
78 – Flaviano Lisboa/Passa e Fica
79- Barbara Teixeira / Serrinha dos Pintos
80- Wilsinho / Canguaretama
81- Marcos Cabral/Vera Cruz
82 – Boba / Coronel Ezequiel
83- Jeane Saraiva /Alexandria
84- Aníbal Pereira /São João do Sabugi
85- Arthur Vale / Gov. Dix-sept Rosado
86- Ivanildinho Araújo/Timbaúba dos Batistas
87- Camila Melo / Baía Formosa
88 – Jorge Fernandes / Antônio Martins
89- Bergson /Arez
90- Renato de Doquinha / São Miguel do Gostoso
91- Dr. Airton / Tangará
92- Alberone / Encanto
93- Francisco Neri / Doutor Severiano
94- João Gomes / Brejinho
95- Babá Pereira /São Tomé
96- Iogo Queiroz /Jucurutu
97- Raulison Ribeiro / Santo Antônio
98- Sonyara Ribeiro / Lagoa de Velhos
99- Valdenício / Tibau do Sul
100- Joãozinho Furtado / Serra Caiada
101- Inácio / Tenente Laurentino Cruz
102- Ronaldo Souza / Água Nova
103- Maria José de Oliveira Gurgel / Martins
104- Edi Carlos / Poço Branco
105- Jackson Dantas / São José do Seridó
106 – Alaor Ferreira/ Itajá
107 – Josiane – Paraná
108 – Álvaro Dias – Natal

VÍDEO: Presidente da FEMURN mostra sua indignação diante das declarações de Carlos Eduardo

O Prefeito de São Tomé e Presidente da Federação dos Municípios do RN (FEMURN), Babá Pereira, através de suas redes sociais gravou um vídeo repudiando as declarações de Carlos Eduardo, hoje candidato ao Senado. Carlos Eduardo não tem aprendido, tem dado um verdadeiro tiro no pé. Mirou em Rogério Marinho e acabou acertando os prefeitos.

Confira na integra:

Meus amigos, aqui de Brasília fui surpreendido por uma ação baixa e eleitoreira, por parte do candidato ao senado, Carlos Eduardo Alves, contra o ex-ministro e candidato ao senado, Rogério Marinho, que visa coibir, reprimir ou simplesmente prejudicar a vida de quem trabalha pelos municípios e pelo nosso estado do Rio Grande do Norte.

Por estas e outras razões que o nosso estado encontra-se na precária situação em que está, porque as pessoas que estão na política, como esta que apresentou junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, uma ação incabível e inaceitável, ao invés de conseguir meios e recursos para o estado, elas tentam de todas as maneiras impedir o trabalho de quem luta pela prosperidade do Rio Grande do Norte.

Esta ação cheia de suposições, feita por hipóteses e totalmente irresponsável com o povo, impetrada pelo candidato ao senado, Carlos Eduardo Alves, contra o ex-ministro Rogério Marinho, e hoje candidato ao senado, mostra exatamente o que digo: Carlos Eduardo, quem exerce cargo público, seja ele no legislativo ou no executivo, e que não faz pela sua terra, não faz e não fará pela terra de ninguém!

E enquanto municipalista que sou, não poderia ficar calado e me omitir diante de uma ação tão covarde contra o povo do Estado do Rio Grande do Norte.

Fica aqui a minha indignação.

ESTÁ SÓ CRESCENDO: Fábio Dantas conquista novas adesões à sua campanha

Tendo dito e volto a dizer, a campanha de Fábio Dantas está tomando grandes proporções. Hoje, o prefeito Miguel Cabral, de São Pedro do Potengi, anunciou que vai com Fábio Dantas nas eleições deste ano.

Quem também anunciou apoio ao candidato da oposição foi o prefeito de Caiçara do Norte, Alcelio Fernandes, Pilola. Além deles, os amigos Ivan Junior e Shirley, lideranças de oposição, em Brejinho, acolheram o sentimento de mudar o RN.

“Nossa campanha vai crescendo e conquistando novos apoios. Feliz com a chegada de mais reforços. Bora com fé pra mudar esse RN”, destacou Fábio.

Número de candidatos policiais no RN dobra em 16 anos

Número de policiais candidatos mais do que dobrou

Nas últimas cinco eleições, o número de candidaturas de policiais mais do que dobrou no Rio Grande do Norte. Na corrida para governo estadual, Congresso Nacional e Assembleia Legislativa, as eleições de 2022 terão número recorde de representantes da área de segurança pública.

Em 2022, dos 546 nomes lançados, 19 têm como policial, representando 3,48% do total de candidatos. São 12 policiais militares (2,20%) e 7 policiais civis (1,28%).

Em 2006, dentre os 273 candidatos, 8 eram policiais. Isso representa cerca de 2,93% do total de concorrentes daquele ano. Naquela eleição, 7 eram Policiais Militares (2,56 %) e apenas 1 era Policial Civil (0,37%). Em comparação a 2022, houve um aumento de 137,5%.

Porém, em 2010, há uma queda nesse índice. Dos 249 nomes postos naquela eleição, apenas 4 eram da Polícia Militar, 1,61% dos candidatos. Nesse ano, nenhum Policial Civil concorreu ao pleito. No comparativo as eleições de 2022, o número reduz e apresenta 0,04% das candidaturas.

Já em 2014, o número total de policiais aumentou. Nessa eleição, entre os 402 candidatos, 13 policiais militares lançaram seus nomes, representando 3,23%. Não houve candidatura de Policial Civil. Em relação a 2022, esse número representa 68% dos policiais na disputa do cargo político.

Nas últimas eleições, em 2018, foram 18 candidatos da policia. Naquele pleito, 13 eram policiais militares (2,54%) e 5 eram policiais civis (0,98%). Dos 512 nomes do total, os policiais representaram 3,52% dos concorrentes daquele ano. O índice mantém o aumento em relação aos anos anteriores.

Os candidatos da área policial serão Sargento Walfrido (deputado federal), Capitã Carla Câmara (deputada federal), Sargento Gonçalves (deputado federal), Sargento Heronides (deputado estadual), Coronel Azevedo (deputado estadual), Tenente Cliveland (deputado estadual), Cabo Melquisedec (deputado estadual), Sub. Fatima (deputada estadual), Sargento Cláudia (deputada federal), Major Brilhante (deputado federal), Sargento Israel Magela (deputado estadual), Major Sandrine (deputado estadual), Erick Guerra (vice-governador), Patrícia Ramalho (deputada estadual), Delegado Antônio Pinto (deputado estadual), Delegado Luis Fernando (deputado estadual), Wendel Lagartixa (deputado estadual), Delegado Lucena (deputado estadual) e Jadson (deputado estadual), Delegado Natanion (deputado estadual).

*Matéria atualizada para adicionar o nome do candidato Delegado Natanion

Tribuna do Norte

Prefeita Sonyara e comitiva participam de Fórum Nacional voltado para a Educação em Brasília

A Prefeita Sonyara Ribeiro e Nildo Galdino, vice-prefeito, estão em Brasília participando do 9º Fórum Nacional Extraordinário dos Dirigentes Municipais de Educação que está sendo realizado entre os dias 16 a 19 de agosto, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB). O evento vai reunir 1.200 participantes para debater assuntos relacionados à temática central: a efetividade das políticas públicas para a garantia do direito à educação.

“Momento de aprendizagem para levar conhecimento e novas metodologias para a educação do nosso município”, registrou Sonyara em suas redes sociais. Além da prefeita e do vice, está participando também, a Secretária Municipal de Educação, Francisca Joelma.

O Fórum se encerra  na sexta-feira (19) com a plenária de alterações estatutárias e leitura e aprovação da Carta do evento, marcada para 11h, com as principais impressões e reivindicações dos gestores, a partir dos debates realizados ao longo dos quatro dias.

[VÍDEO] Prefeito Allyson detona Carlos Eduardo por ação contra Rogério: “Só vem em Mossoró para pedir voto”

Reprodução

O prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra (Solidariedade), se pronunciou nesta quarta-feira (17) sobre a ação protocolada na Justiça Eleitoral pelo candidato ao Senado Carlos Eduardo Alves (PDT) contra o adversário Rogério Marinho (PL).

Aliado de Rogério Marinho, o prefeito foi citado na ação, inclusive sendo arrolado por testemunha, por ter declarado apoio a Rogério após o candidato do PL ter conseguido a destinação de recursos do Governo Federal para Mossoró.

Para ele, a ação busca travar o envio de verbas para cidade, o que, segundo ele, é um “vale-tudo” para ganhar a eleição.

“Você não conhece a realidade de Mossoró, dos nossos bairros, das comunidades. Você não sabe das necessidades dos municípios. Você não conhece o nosso interior. Aqui em Mossoró a gente valoriza quem trabalha, quem faz pela cidade. Não quem só vem aqui de quatro em quatro anos, como é o seu caso, para pedir voto. Aqui a gente valoriza quem faz pela cidade, quem traz benefício para a cidade de Mossoró”, enfatizou o prefeito.

Veja o vídeo:

O prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra (Solidariedade), se pronunciou nesta quarta-feira (17) sobre a ação protocolada na Justiça Eleitoral pelo candidato ao Senado Carlos Eduardo Alves (PDT) contra o adversário Rogério Marinho (PL). Veja: pic.twitter.com/bABy6VDBrb— 98 FM Natal (@98FMNatal) August 17, 2022

98 FM

Em Pirangi, Encontro dos Profissionais do Turismo aborda principais desafios para o setor

A Prefeitura de Parnamirim, por meio da Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico, realiza nesta terça e quarta-feira a segunda edição do Encontro de Turismo de Parnamirim. O evento contou com a presença dos secretários de turismo do município, Daniel Américo e Paulo Lopes, de Nísia Floresta, Alberto Alexandre, Banco do Nordeste – um importante parceiro – junto a diversos empresários e entusiastas do setor.

Conforme a primeira edição, o encontro de 2022 foi o momento reservado pelo poder público para discutir os principais desafios do setor no município, suas particularidades e aspectos culturais. Para os gestores da pasta de Parnamirim, o encontro é o momento para o intercâmbio de conhecimento com os empreendedores, estimulando a aproximação do poder público com a sociedade civil, através de futuras parcerias com o setor produtivo.

De acordo com o secretário Daniel, algumas das iniciativas da Setude no setor da sustentabilidade foi a eliminação do uso de papel, promovendo as ações de turismo através do meio digital (QR Code) ajudando o meio ambiente e reduzindo custos e a elaboração do guia de hotéis, pousadas e restaurantes da cidade. Américo convidou os presentes a olharem para o futuro, discutindo as fraquezas e pontos positivos do município, buscando posicionar Parnamirim como um dos principais destinos do nordeste e do Brasil.

O gestor apresentou resultados e propôs campanhas de estímulo à permanência de turistas e atração de novos visitantes, como foi com o Dia dos Pais e como será com o 7 de Setembro, ambos no município. A 2ª edição do Encontro de Profissionais de Turismo de Parnamirim iniciou nesta terça e deve ser concluída na quarta-feira (17), com transmissão ao vivo pelo perfil no Facebook Portal Turismo Parnamirim.

Em 10 anos, produção de energia eólica cresce 1.700% no Rio Grande do Norte

Parque eólico Cumaru em São Miguel do Gostoso, RN — Foto: Divulgação

G1 RN – Em 10 anos, a produção de energia eólica cresceu 1.702% no Rio Grande do Norte, segundo os dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O estado saiu de 375,15 MW de capacidade de produção em 2012 para 6.762 MW em 2022, ou 6,7 GW.

Naquele ano, o estado tinha 12 parques eólicos funcionando, com 248 turbinas em operação. Uma década depois, já são 220 parques espalhados pelo estado, com 2.696 torres. A previsão de especialistas, é de um novo cenário na próxima década, com a operação de parques eólicos em alto-mar.

Os dados foram levantados pelo g1 dentro da página especial dos 10 anos do portal no Rio Grande do Norte.

Atualmente, a energia gerada pela força dos ventos representa 90,5% da produção de energia no estado, considerando-se as demais matrizes energéticas, como energia solar, hidrelétrica e biomassa. O RN é o maior produtor de energia eólica do país.

O estado estava entrando no mercado de produção de energia eólica em 2012. Após o primeiro leilão, realizado pelo governo federal três anos antes, em 2009, os primeiros parques eólicos contratados pelo mercado regulado pelo governo começavam a operar naquele ano.

O presidente do Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (Cerne), Darlan Santos, trabalhava na equipe da Petrobras que instalou quatro parques eólicos em 2012 no estado. Uma década depois, ele lembra alguns dos entraves que o setor enfrentava no início.

“Como esse mercado estava iniciando no Brasil, uma dificuldade era a mão de obra. Era muito difícil encontrar mão de obra especializada para trabalhar na implantação desses parques e no desenvolvimento dos projetos. Era muito comum chegar a um canteiro de obras e encontrar profissionais de outros países. Era difícil encontrar as próprias máquinas, não tinha muitos fabricantes no Brasil. Outra dificuldade era encontrar fornecedores para a cadeia produtiva, para compra de concreto, aço, a logística de transporte. Tudo estava de desenvolvendo”, afirma.

Ao longo de uma década, os gargalos foram reduzidos e a economia de pequenos municípios do Rio Grande do Norte se desenvolveu em torno da cadeia produtiva, com geração de empregos nos serviços para atender as empresas e trabalhadores da área.

Instituições como o Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CT-Gás ER), ligado ao Senai, e o Instituto Federação do Rio Grande do Norte (IFRN) criaram cursos de formação técnica e superior na área.

O CT-Gás começou a oferecer cursos voltados para a energia eólica em 2014. De acordo com o instituto, mais de 3,3 mil profissionais passaram pelo local.

Se em 2012 o estado tinha cerca de 24.193 empregos no setor, o número saltou para 137.154 ao longo dos 10 anos.

Um dos potiguares empregados no setor é o engenheiro eletricista Marcus Souto, que atualmente atua como gerente de projetos de uma empresa que auxilia na construção de parques eólicos.

O coordenador de desenvolvimento energético da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Hugo Fonseca, ressalta outra mudança que ocorreu ao longo da década foi o desenvolvimento tecnológico do setor.

“Nós saímos de máquinas que chegavam de 500 a 800 KW e passamos para máquinas acima de 6 MW de potência instalada. Então nós tivemos um aumento significativo na potência das máquinas nesses dez anos, permitindo que a fonte eólica ganhasse competitividade principalmente da matriz elétrica brasileira, permitindo ser a segunda fonte de maior importância para o sistema elétrico nacional”, diz.

Outro ponto destacado por ele é a mudança na regulação do mercado, como a criação do mercado livre, em que as empresas produzem e vendem energia livremente, fora do sistema regulado pelo governo, em que a união compra energia.

“Isso foi fundamental. Hoje em dia a contratação de projetos de geração de energia eólica é maior no Mercado Livre que no Mercado Regulado. Isso veio justamente da capacidade de você regular e criar novos mercados. Como houve também um avanço na parte da legislação ambiental, permitindo que a fonte, ao longo dos anos, pudesse se tornar mais sustentável”, considerou.

Próxima década

Os especialistas já apontam tendências para os próximos 10 anos. Para Hugo Fonseca, uma das tendências é o crescimento da “hibridização”, em que um parque deverá contar com produção de mais de um tipo de energia ao mesmo tempo, como a energia eólica e solar, ou eólica e hidrogênio verde. A produção de energia em alto-mar é outra tendência – a energia eólica offshore.

“Vamos ter um aumento significativo da potência. Espera-se que essas máquinas novas, nos próximos 10 anos, vão passar de 6,3 MW para 15 MW, principalmente para fornecer para o mercado eólico offshore. Vamos ter um salto tecnológico na próxima década, com máquinas maiores e potências também cada vez maiores”, afirma Hugo Fonseca.

O Brasil ainda não tem regulamentação sobre a energia offshore. Outro gargalo é a falta de infraestrutura logística para atender o setor, como portos e navios capazes de atender a demanda da indústria. Para Darlan Santos, do Cerne, embora o setor offshore ainda enfrente esses entraves, é uma tendência praticamente inevitável.

As empresas já realizam estudos e ele acredita que os primeiros parques poderão começar a ser instalados no fim da década atual. O estado já tem 8 projetos para parques offshore, com estimativa de 1.090 aerogeradores e capacidade instalada de 15,8 GW.

“A gente mantém a curva de crescimento da energia eólica, a curva de energia solar também está crescendo, e a gente ainda vai ter a energia eólica offshore e a produção de hidrogênio verde. Eu sempre falo que a região do Nordeste será a maior produtora de energia limpa do país, e o Rio Grande do Norte será um expoente. Esse parque produtor de energia vai se tornar um ponto de atração de investimentos para a indústria, pode transformar a região em um polo industrial, onde ela vai consumir uma energia limpa e mais barata. Estou falando de emprego, renda, qualificação profissional, aumento da arrecadação dos estados e municípios. Eu vejo um ciclo muito positivo”, considera.

Em Barcelona, ex-prefeito Neto Mafra apoiará Ubaldo Fernandes

No município de Barcelona, o ex-prefeito Neto Mafra juntamente com o presidente do PSDB da cidade, o jovem Pablo Mafra e o vereador Wanderson Batista (Cacau), vão apoiar a reeleição de Ubaldo Fernandes. Tenho dito quando converso sobre política regional com os amigos, estas eleições será um termômetro para as próximas vindouras.

Apesar de ser líder da oposição, hoje a maior liderança é o prefeito Fabiano, e tem mostrado trabalho na cidade.

Muitos prefeitos do RN comparecerão ao evento de Fábio Dantas e Rogério Marinho

Muitos prefeitos do RN estiveram presente na noite desta terça-feira (16) em São José de Mipibu para participar da abertura oficial da campanha de Fábio Dantas, governador, e Rogério Marinho, Senador. A campanha de Fábio e Rogério tem tido um crescimento muito positivo no interior do nosso Estado, e ontem, diversas cidades compareceu ao evento.

Por questões de saúde não estive presente, mas acompanhei através das redes sociais e pude ver o quanto as pessoas estão clamando por mudança no RN. Da região Potengi, todos os prefeitos estiveram presente.