Dia: 17 de setembro de 2018

Carlos Eduardo questiona na Justiça pesquisa que mostrou empate com Robinson

A coligação 100% RN, encabeçada pelo candidato a governador Carlos Eduardo Alves (PDT), tentou evitar – sem sucesso – que a última pesquisa do Instituto Seta fosse divulgada. O pedido foi negado pelo juiz Almiro Lemos na quinta-feira, 13, véspera da publicação dos resultados pelo Blog do BG.

A representação formulada pela coligação questionou três pontos da pesquisa: baixo valor para contratação do levantamento; ausência de dados obrigatórios no registro; e a utilização de dados populacionais obsoletos para composição da amostra de entrevistados.

A pesquisa Seta foi mais barata que a média das demais pesquisas registradas no Rio Grande do Norte até o momento. Enquanto o levantamento da Seta foi contratado pelo Blog do BG por R$ 10 mil, a Certus fez o último levantamento divulgado pela Federação das Indústrias por R$ 32 mil. O Ibope, que deverá divulgar novo levantamento na sexta-feira, 21, foi contratado pela InterTV Cabugi por mais de R$ 65 mil.

Ao analisar esse fato, no entanto, o juiz Almiro Lemos entendeu que o valor cobrado pela Seta não foi desproporcional ao serviço e que não há tabelamento de valores a serem cobrados pelos institutos. “Não há parâmetro possível de comparação entre um instituto de pesquisas local com o maior instituto de pesquisas do País”, escreveu o magistrado.

Quanto à não apresentação de dados obrigatórios, o juiz decidiu que a indicação de bairros e municípios visitados pelos entrevistadores não precisa ser apresentado no ato de registro do levantamento, e sim até o sétimo dia seguinte ao registro da pesquisa. Esse prazo se esgotou no último final de semana.

Em relação ao terceiro argumento, o juiz Almiro Lemos afirmou que “não há qualquer fundamento para o uso de dados do TSE em detrimento de dados do IBGE, uma vez que não é objetivo do órgão eleitoral a apuração de dados de recenseamento”. “Não há que se falar em falta de atualização em virtude de uso dos dados do censo de 2010, uma vez que é este o mais atual existente”, assinalou Almiro Lemos.

Com a recusa da liminar, o levantamento foi publicado na última sexta-feira, 14. Na pesquisa estimulada para o Governo do Estado, Carlos Eduardo aparece com 16% das intenções de voto, atrás de Fátima Bezerra (PT), que tem 32%. O terceiro colocado foi Robinson Faria (PSD), com 12%. Considerando que a margem de erro foi de 3%, Carlos Eduardo e Robinson estão empatados tecnicamente. Brenno Queiroga (Solidariedade) e Heró Bezerra (PRTB) somaram 1% cada. 32% dos entrevistados declararam que pretendem votar em branco ou nulo e outros 6% não souberam ou não quiseram responder ao levantamento.

Com a divulgação da pesquisa na sexta-feira, a coligação desistiu do processo.

O levantamento do Instituto Seta contratado pelo Blog do BG está no centro de outra polêmica levantada pelo Agora RN na semana passada. O jornal mostrou que a mulher do cientista político Daniel Menezes, diretor-geral do instituto de pesquisas, Ingrid Paiva, ocupa um cargo comissionado na Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, principal reduto eleitoral da candidata ao Senado Zenaide Maia (PHS).

A pesquisa Seta/BG mostrou crescimento das intenções de voto de Zenaide Maia. A deputada federal, que surgia na terceira posição em outros levantamentos, apareceu com 15% na estimulada, atrás apenas de Styvenson Valentim (Rede), que lidera com 21%. Candidato do MDB, Garibaldi Alves Filho tem 14%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 7 e 9 de setembro. Foram ouvidos 1.300 eleitores em todas a regiões do Estado. A margem de erro é de 3% e o intervalo de confiança é de 95%. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob os protocolos BR-02681/2018 e RN-07553/2018.

Agora RN

Benes e Nelter arrastam multidão pelas ruas de São Rafael

O candidato a deputado Federal Benes Leocádio participou, na noite de ontem (16) de uma grande mobilização política na cidade de São Rafael, região oeste potiguar. Acompanhado do deputado Nelter Queiroz e do ex-prefeito José Arimateia, Benes caminhou ao lado da população, recebendo o carinho e reconhecimento dos moradores.

“Que alegria São Rafael, que mobilização linda! Eu, e o deputado Nelter Queiroz, nos sentimos acolhidos e abraçados pelos filhos desta cidade. Com o coração cheio de gratidão, quero reafirmar que não vou decepcionar a quem confia em nosso projeto. Vou trabalhar por São Rafael, pelo Vale do Açu, pelo RN! Quero agradecer a todo apoio que tenho recebido em São Rafael, em especial, ao ex-prefeito Zé de Arimateia, ao vereador Zé Carlos, amigo Magnus, demais vereadores e lideranças”, destacou Benes.

Seguindo em grande “arrastão” pelas ruas de São Rafael, o candidato Benes Leocádio foi abraçado por centenas de moradores. Em discurso, o ex-presidente da FEMURN, destacou que vai trabalhar para reformular as legislação atual. “Quero lutar por mudanças no Código Penal. Na lei de execuções penais. Tenho formação em Direito e sei que é possível fazer”, disse Benes.

Benes e Nelter arrastam multidão pelas ruas de São Rafael (1)

Operação do MPRN investiga desvio de R$ 2,4 milhões da Assembleia Legislativa

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta segunda-feira (17) a operação Canastra Real. O objetivo é apurar o desvio de pelo menos R$ 2.440.335,47 em um esquema envolvendo servidores fantasmas na Assembleia Legislativa. Ao todo, foram cumpridos 6 mandados de prisão e outros 23, de busca e apreensão. Duas pessoas foram presas em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Segundo as investigações, o esquema fraudulento foi iniciado em 2015 e tem como principal integrante a chefe de Gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa, Ana Augusta Simas Aranha Teixeira de Carvalho. Para o MPRN, Ana Augusta ocupa posição de controle ao indicar pessoas para ocupar cargos na Casa. Para isso, a chefe de Gabinete forneceu o próprio endereço residencial para constar nos assentos funcionais e nos cadastros bancários dos servidores fantasmas por ela indicados.

Além de Ana Augusta, foram presos temporariamente por 5 dias: Paulo Henrique Fonseca de Moura, Ivaniecia Varela Lopes, Jorge Roberto da Silva, Jalmir de Souza Silva e Fabiana Carla Bernardina da Silva, todos ex-assessores técnicos da Presidência da Assembleia Legislativa. Essas cinco pessoas, que foram indicadas por Ana Augusta, tinham altos vencimentos na Casa, embora não possuíssem nível superior.

A investigação verificou que todos os indicados possuem movimentações financeiras atípicas, recebendo mensalmente a importância líquida aproximada de R$ 13 mil. Logo após o depósito dos valores nas contas bancárias, as quantias eram integralmente sacadas. Essa movimentação financeira das contas bancárias, todas com saques padronizados, de valores idênticos, revela que os titulares não possuíam o controle de suas próprias contas.

Para o MPRN, as contas-correntes desses ex-assessores técnicos foram abertas somente para desvio de dinheiro público. Embora fossem servidores com alta renda, optaram por não contratar cartões de crédito. Mesmo sendo bem remunerados, investigação do Grupo de Atuação Especial ao Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do MPRN, mostra a ausência de aquisição de patrimônio no período em que estiveram nomeados para o cargo na Assembleia. A movimentação financeira deles não espelha a renda percebida.

Já em relação à Ana Augusta Simas Aranha Teixeira de Carvalho, ao contrário dos demais investigados, a movimentação financeira é superior à renda declarada, incompatível com a qualidade de servidora pública e dissociada da sua declaração de Imposto de Renda. Ela declarou à Receita Federal, no IR do ano calendário 2015, somente rendimentos advindos da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte, enquanto que a declaração de informações sobre movimentação financeira revelou que a entrada de recursos na conta dela foi em valores que equivalem a mais que o dobro da remuneração dela.

Dama de Espadas

Os crimes investigados na operação Canastra Real se assemelham aos apurados na operação Dama de Espadas, deflagrada pelo MPRN em 2015. Na Dama de Espadas, havia a inserção de servidores fantasmas na folha de pagamento da Casa Legislativa, seguida da expedição de “cheques salários” em nome dos servidores, sendo sacados por terceiros não beneficiários, com irregularidades na cadeia do endosso ou com referências a procurações inexistentes ou não averbadas na ficha cadastral bancária do cliente.

No caso atual dos ex-servidores residentes em Espírito Santo, pelo menos em alguns meses, os saques – sempre feitos na agência bancária na ALRN – eram realizados por eles próprios.

Prisões em flagrante

Durante o cumprimento dos mandados de prisão e de busca e apreensão contra Ana Augusta, o marido dela, Fernando Luiz Teixeira de Carvalho, foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Fernando Teixeira, que é o prefeito de Espírito Santo, foi preso na fazenda em que mora com uma espingarda calibre 12 e um revólver calibre 38, e munições. Também foi preso, igualmente por posse ilegal de arma de fogo, Ygor Fernando da Costa Dias, residente em Espírito Santo e marido de Fabiana Carla Bernardina da Silva. Ele estava com um revólver calibre 38 e munições.

A operação Canastra Real contou com o apoio da Polícia Militar. Participaram da ação 28 promotores de Justiça, 26 servidores do MPRN e 70 policiais militares. Além dos seis mandados de prisão, foram cumpridos outros 23, de busca e apreensão nas cidades de Natal, Espírito Santo, Ipanguaçu e Pedro Velho.

FlashWhats – 2018-09-17 13:32:37

Olá, meu nome é Jorge sou da empresa FlashWhats, visitei seu site (Lucasthavares) e por meio deste email venho apresentar nossa solução de atendimento via WhatsApp no seu site!

O FlashWhats faz a conexão direta entre o cliente que está em seu site e o WhatsApp da sua empresa, encurtando o processo de ter que adicionar seu contato e depois, chamar sua empresa.

Em apenas 1 Clique seu cliente já está conectado ao seu WhatsApp, essa facilidade faz com que sua empresa tenha um aumento na quantidade de orçamentos recebidos pelo seu site!

Para maiores informações acesse nosso site:
www.flashwhats.com.br

Ou se preferir veja nosso vídeo explicativo:

Muito Obrigado
Jorge
FlashWhats
www.flashwhats.com.br
[email protected]

Não tem interesse neste email:
http://www.sairdalista.site?u=http://www.lucasthavares.com.br&c=3d7fa2b1a923D8A201B9

Rafael Ivonette – 2018-09-17 13:03:37

Se voce é responsável pelo site Lucasthavares, assista este vídeo que está no YouTube:

Rafael

Mercado Livre Brasil – 2018-09-17 11:34:38

Você ganhou R$ 50,00 de desconto na compra da Nova Maquininha de Credito e débito do Mercado Pago. Por apenas: 12 X de R$ 5,73 SEM JUROS!!

Adquira já a sua!!!!

> Sem consulta SPC/SERASA!

> Sem Aluguel, Taxa de Adesão e Anuidade!

> Você receberá a Maquininha *PointMini com Carregador

> Cartão Pré-pago!

> Por apenas: 12 X de R$ 5,73

> Não tem custo de emissão, manutenção ou anuidade.

> Receba em qualquer região do Brasil Frete Grátis:

Adquira já a sua agora mesmo: https://www.mercadopago.com/mp-brasil/point/invite/44QUY

* Como funciona a Maquininha de crédito e débito Marcado Pago Point Mini? *

– Após comprar sua maquininha, utilize o app para conectar a sua maquininha ao seu celular ou tablet e pronto! Você já está preparado para vender onde quiser!

– Ofereça aos seus clientes a opção de pagar com cartão e parcelamento sem acréscimo. Dê aos seus compradores ainda mais motivos para comprarem com você.

– Você receberá os pagamentos na sua conta do Mercado Pago e poderá usá-los com o cartão ou retirá-los para uma conta bancária.

Corra, promoção por tempo Limitado!!!

Adquira já a sua agora mesmo: https://www.mercadopago.com/mp-brasil/point/invite/44QUY

Haddad volta à cadeia para receber instruções

Foto: Ricardo Stuckert

Uma semana depois de ser confirmado como presidenciável do PT, Fernando Haddad exercitará sua lulodependência em nova visita ao mentor-presidiário nesta segunda-feira. O hipotético cabeça da chapa petista vai receber instruções de Lula, o cérebro de sua campanha, na cela da superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

Nos últimos 40 dias, Haddad visitou a cela especial de Lula meia dúzia de vezes. Seu ingresso nas dependências da PF é assegurado por uma farsa. Advogado bissexto, Haddad revalidou seu registro profissional para ser incluído no rol de defensores de Lula. Nas suas visitas, cuida de política, não da defesa do preso.

Graças à complacência das autoridades judiciárias, a cela de Lula tornou-se o comitê central da campanha presidencial do PT. Mal comparando, Lula age como os líderes de facções criminosas. Condenado a 12 anos e um mês de reclusão por corrupção e lavagem de dinheiro, transformou a cadeia em escritório político.

Blog do Josias- UOL

Alckmin é pressionado por aliados para mudar foco da campanha

Alckmin suspendeu os ataques ao candidato Jair Bolsonaro (PSL) nas inserções de TV, rádio e internet. (José Aldenir / Agora RN)

Estadão

O presidenciável do PSDB, Geraldo Alckmin, está sendo pressionado por tucanos e integrantes do Centrão a mudar a estratégia de campanha após recente divulgação de pesquisas de intenção de votos. Na do Ibope do dia 11, Alckmin tinha 9% das intenções de votos, oscilando negativamente um ponto porcentual em comparação com o levantamento anterior.

“O foco principal do PSDB não deve ser o (candidato do PSL, Jair) Bolsonaro, mas o PT”, disse ao Estado o ex-governador e ex-presidente nacional do PSDB Alberto Goldman. O tucano, que atualmente é secretário de relações internacionais do PSDB, foi neste domingo, 16, ao comitê central da campanha de Alckmin, no centro de São Paulo, para tentar convencer o candidato a mudar de estratégia.

Como Alckmin estava em campanha, a conversa deve ocorrer ao longo da semana. Após Bolsonaro ser esfaqueado na semana retrasada, a campanha de Alckmin suspendeu os ataques ao candidato do PSL nas inserções de TV, rádio e internet.

A trégua, porém, durou pouco. A avaliação de que a esquerda deve emplacar um nome no segundo turno fez a campanha tucana retomar a ofensiva contra Bolsonaro, sobretudo nas inserções de rádio.

Deputados

Goldman verbalizou a mesma avaliação que é feita em caráter reservado por deputados do PSDB ouvidos pela reportagem. Os aliados pregam que o voto útil antipetista é o único caminho para Alckmin crescer nas pesquisas e disputar uma vaga no segundo turno.

Fiador da candidatura de Alckmin à Presidência, o Centrão também está desnorteado com o imobilismo do tucano nas pesquisas de intenção de voto. Em conversas reservadas, aliados avaliam que, se o tucano não reagir nem mostrar fôlego em uma semana, a campanha entrará em fase de agonia.

Formado por DEM, PP, PR, PRB e Solidariedade, o Centrão se divide agora sobre a estratégia a ser adotada, na tentativa de fazer o ex-governador de São Paulo decolar. A maior parte do grupo acha que é preciso concentrar o ataque em Bolsonaro e pregar o voto útil com mais vigor, deixando a artilharia pesada contra o petista Fernando Haddad para o final.

De acordo a mais recente pesquisa do Ibope, metade dos eleitores antipetistas declara voto em Bolsonaro. O deputado do PSL detém 53% das intenções de voto nessa fatia do eleitorado, que soma 44 milhões de pessoas, ou 30% do total de votos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Servidores da saúde de Parnamirim farão paralisação unificada nesta segunda (17)

Servidores da saúde de Parnamirim irão às ruas na próxima segunda-feira (17), às 9h, em frente à prefeitura, para reivindicar a implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários. A paralisação é unificada e contará com a presença do Sindsaúde, Sindas, Sinmed, Sintserp e Sinttar.

O Plano de Cargos é uma reivindicação antiga da saúde de Parnamirim. Há 6 anos, a saúde de Parnamirim é enrolada pelos gestores do município que prometeram a estruturação de um PCCS. A promessa começou em 2012 com o ex-prefeito Maurício Marques e se estende até hoje com o atual chefe do Executivo local Rosano Taveira.

Em junho, o Sindsaúde e os servidores participaram de uma audiência que tratou das más condições de trabalho em que se encontram os profissionais lotados nas unidades de Parnamirim e a criação de um Plano de Cargos. Na audiência, foi encaminhado um calendário de datas para o cumprimento do Plano, desde a mesa de negociação, a data de publicação no Diário Oficial de Parnamirim e uma nova discussão com os vereadores. No entanto, o calendário não foi cumprido e os servidores cruzarão os braços.