Educação

UERN concede medalha ao presidente e a deputados da Assembleia que defendem educação no RN

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte realizou nesta segunda-feira (05) uma sessão solene para a entrega de Medalha da Abolição concedida de forma conjunta pela Universidade Estadual do RN (UERN) e pela Prefeitura de Mossoró. Os homenageados foram a governadora Fátima Bezerra (PT) e todos os 24 deputados estaduais que compõem a atual Legislatura. A concessão da medalha é feita a personalidades que tenham se notabilizado na prestação de serviços à comunidade, nas áreas de educação e cultura, sobretudo em benefício da UERN.

Ao discursar representando todos os parlamentares, o presidente da Casa, deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB), ressaltou a honra de receber a Medalha conferida pela UERN, “que se torna ainda mais significativa e sensibilizante pela causa a que nos propusemos a lutar para fortalecer cada vez mais esta instituição de ensino”. Ezequiel afirmou que os homenageados se sentem “muito mais devedores do que credores da UERN”.

O deputado fez questão ainda de reconhecer a “luta da governadora Fátima Bezerra, cuja vida foi consagrada à propaganda desinteressada da educação, pela autonomia financeira da Universidade”. Ainda de acordo com o parlamentar, a gestora “sempre se dedicou na execução de uma tarefa à qual entregou toda a mente e todo o coração”.
Nas palavras de Ezequiel, a Medalha da Abolição mostra que os homenageados se identificam com as “aspirações e com a alma da instituição”. “Contudo, aumenta nossa responsabilidade na luta quando os ideais desta instituição devam ser protegidos”, completou.

Ezequiel destacou o trabalho da atual composição da ALRN na aprovação da autonomia financeira da UERN e do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração dos servidores (docentes e técnicos). As duas pautas eram antigas reivindicações que ganharam a aprovação do Parlamento estadual.

 “Então, nossa alegria, hoje, fundamenta-se na certeza e na defesa da universidade pública como um lugar privilegiado para o debate saudável de ideias e para a ressignificação necessária de conceitos. Nossa alegria, por toda a história da UERN, nasce do exercício diário de respeito às diferenças, da construção dos saberes e da valorização das diversidades e das multiculturalidades que nos constituem”, disse Ezequiel.

Presente à solenidade, a governadora Fátima Bezerra ressaltou a importância da Assembleia para o fortalecimento da UERN nos últimos anos. “É preciso reconhecer a contribuição que esta Casa tem dado no desafio cotidiano de avançar no projeto de Cidadania e desenvolvimento do RN. E dentro desse contexto a educação é pilar fundamental. Então é importante fazer o reconhecimento que a honraria dada a todos os 24 parlamentares é ato de destaque, a AL é merecedora desta homenagem pelo quanto tem sido parceira a favor do desenvolvimento do Estado e, em especial, da UERN”, disse Fátima.

A reitora da UERN, Cecíla Raquel Leite, relembrou o trabalho realizado pela instituição junto à Assembleia para a aprovação das importantes matérias citadas acima. “Se hoje podemos comemorar vitórias, se deve a vocês (deputados). Em nome de todos que fazem a UERN trago nosso reconhecimento e gratidão. Quero agradecer pela forma como fomos recebidos nesta Casa, por todos os parlamentares, que entenderam a importância das pautas para que a UERN pudesse continuar cumprindo sua missão”, disse a reitora.

A UERN está hoje presente, de forma direta, em todas as regiões do Estado do Rio Grande do Norte, por meio de seus 6 campi avançados, localizados nas cidades de Mossoró, Assu, Pau dos Ferros, Patu, Natal e Caicó. A instituição oferece atualmente 56 cursos de graduação, nos quais estão matriculados aproximadamente 9 mil alunos, sendo mais de 80% desses oriundos de escolas públicas.

Na Pós-Graduação, são cerca de 1,2 mil alunos matriculados nos 20 programas, sendo 22 cursos de mestrado e 4 de doutorado, 3 programas de Residências (Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia, em Medicina de Família e Comunidade, Multiprofissional em Atenção Básica/Saúde da Família e Comunidade), além de vários cursos de pós-graduação lato sensu.

Além dos nomes já citados, a solenidade ainda contou com as presenças do vereador Herberth Sena (PSDB), representando a Câmara Municipal de Natal, e do vice-reitor Francisco Dantas de Medeiros Neto.

Primeiro dia de provas do ENEM acontece neste domingo (13); veja detalhes

Reprodução

No próximo final de semana, cerca de 3,4 milhões de estudantes em todo o Brasil irão realizar o primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio, popularmente conhecido como ENEM. Serão feitas duas provas, com 180 questões totais e mais uma redação, em dois domingos diferentes: 13 e 20 de novembro.

Neste domingo (13), o primeiro dia do exame contará com 45 questões de linguagens (40 de português e 5 de inglês ou espanhol). 45 questões de ciência humanas e uma redação.

No segundo dia de provas, marcado para 20 de novembro, os estudantes irão se deparar com 45 questões de matemática e 45 questões de ciências da natureza.

Os portões abrem às 12h (horário de Brasília), com fechamento marcado para às 13h. É importante frisar que os estudantes devem chegar cedo nos locais de prova, pois não será permitida a entrada após o fechamento dos portões. As provas iniciam às 13h30, e terminam às 19h no primeiro dia (13 de novembro), e 18h30 no segundo dia (20 de novembro).

É permitido que o candidato saia em posse do Caderno de Questões, mas somente nos 30 minutos que antecedem o final da prova.

Os locais de prova podem ser vistos no Cartão de Confirmação de Inscrição dos participantes, disponível em https://enem.inep.gov.br/participante/. Nele também constam informações como solicitações de atendimento especializado e o idioma escolhido para a prova de língua estrangeira.

Para a realização da prova, é obrigatória a apresentação do RG ou de qualquer outro documento oficial com foto. Além disso, a única caneta aceita na resolução do cartão resposta é a esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente.

Além destes itens, os estudantes também podem levar lanches, água em garrafa transparente e álcool em gel. Não é permitido o uso de óculos escuros, bonés e chapéus. Telefones celulares e demais equipamentos eletrônicos devem ser desligados e guardados no envelope porta-objetos antes de se entrar na sala de provas.

O ENEM 2022 é a porta de entrada para o ingresso em instituições de ensino superior, tanto públicas quanto privadas. A nota do exame é utilizada para concorrer em vagas disponibilizadas via Sisu e Prouni, além de ser adotada no processo seletivo próprio de muitas instituições.

No Rio Grande do Norte, o IFRN (Instituto Federal do Rio Grande do Norte) utiliza a prova do ENEM para o acesso a suas vagas de nível superior, lançando um edital de abertura de vagas após a realização do exame. A UERN (Universidade do Estado do Rio Grande do Norte), a UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) e a UFERSA (Universidade Federal Rural do Semi-Árido) também utilizam a nota do ENEM para ingresso via SISU.

Tribuna do Norte

Mais de 1,3 mil presos do RN vão fazer a prova do Enem para pessoas privadas de liberdade

Apenados estudaram durante todo o ano nas unidades prisionais do estado — Foto: Divulgação/Seap

O Rio Grande do Norte terá 1.378 presos realizando as provas do Exame Nacional do Ensino Médio das pessoas privadas de liberdade (Enem PPL). As provas acontecem nos dias 10 e 11 de janeiro.

O número de inscritos neste ano é maior que o dobro do registrado no ano passado, quando o estado teve 654 inscritos. Os dados são da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

O exame é utilizado como mecanismo de acesso à educação superior. Atualmente, 78 detentos fazem curso superior no Rio Grande do Norte e outros 798 estão matriculados em cursos regulares.

De acordo com a Seap, o maior presídio do estado, a Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, concentra o maior número de inscritos para o Enem deste ano: 383.

Logo em seguida estão a Cadeia Pública Dinorá Cimas, em Ceará-Mirim, com 254, e a Penitenciária Agrícola Doutor Mário Negócio, em Mossoró, com 137 inscrições.

Ao todo, o Enem PPL será aplicado em 19 unidades penitenciárias onde apenados se inscreveram no estado.

Os internos se prepararam através de aulas à distância e cursos regulares nas unidades prisionais, em parcerias com instituições públicas e voluntárias. As provas aplicadas são as mesmas do Enem.

Ao realizar a prova, o interno poderá pleitear a participação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e em outros programas de acesso à educação superior. Qualquer preso que já concluiu o ensino médio ou está concluindo a etapa pode fazer o Enem PPL.

As unidades prisionais tem sido contempladas com salas de aula, de multiuso e equipamentos para permitir avanços na área de educação nos últimos anos, segundo explicou o titular da Seap, Pedro Florêncio.

Encceja

Em outubro, segundo a Seap, também foi realizado o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade (Encceja Nacional PPL) para 2.632 internos do regime fechado.

De acordo com a pasta, em quatro anos, o RN saiu de último para quarto colocado em número de inscritos no Encceja no Brasil no proporcional ao tamanho do sistema prisional.

G1-RN

Barcelona: Prefeito Fabiano faz entrega de novas carteiras escolares para as Escolas do Campo

A Prefeitura Municipal de Barcelona, através do gestor Fabiano de Vavá e da Secretaria Municipal de Educação, adquiriu novas carteiras escolares para as Escolas do Campo que utilizam o sistema de Ensino Integral. As escolas beneficiadas foram a Escola Municipal Anália Pinheiro Borges, da comunidade do Arisco, e a Escola Municipal José Aleixo de Luna, da comunidade de Formigueiro. Essas novas carteiras fazem parte da estratégia de ofertar educação de qualidade para os alunos da Rede Municipal de Ensino.

“Como já sabemos, uma escola com instalações bem cuidadas e equipamentos apropriados, principalmente quando se trata de criança, contribui para a valorização do exercício pedagógico e para a aprendizagem do alunado”, comentou a Secretária de Educação, Emília Cristina, que finalizou parabenizando e agradecendo ao Prefeito Fabiano Lopes, pela sensibilidade de mais essa conquista para a educação barcelonense.

Enem: RN tem 3º maior crescimento de inscritos no Nordeste

Foto: Adriano Abreu

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), porta de entrada para as universidades públicas e ingresso ao ensino superior, se aproxima. Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), o Rio Grande do Norte registrou o terceiro maior crescimento no número de inscritos para o Enem, somando 86.422 cadastrados. No comparativo ao ano de 2021, que teve 80.427, ocorreu um aumento de 7, 45%, taxa que está acima da média nacional de 0,2 %, mas ainda menor em relação aos números registrados em edições anteriores.

O primeiro lugar no ranking de taxas de crescimento é ocupado por Sergipe. Apesar de apresentar o segundo menor total de inscritos este ano, o estado apresentou a maior taxa de crescimento com 16,86% pessoas a mais de inscrições. Em números absolutos, o estado saltou de 49.116 inscritos em 2021 para 57.396 inscritos na edição deste ano.

Mantendo a variação positiva, Alagoas saiu de 57.663 para 62.723 inscrições no Enem deste ano. Em percentual, o crescimento foi o segundo maior entre os estados nordestinos, somando 8,78%. Ainda, segundo mostram os dados do INEP, o Piauí registrou 4,31% de pessoas a mais no exame, crescendo de 79.867 para 83.308 participantes. Aumentos também foram registrados no Maranhão e Ceará que tiveram, respectivamente, 1,92% e 1,26% de inscritos a mais para a prova deste ano.

Por outro lado, três estados do Nordeste apresentaram baixa nas inscrições em relação a 2021. Liderando o grupo, está a Bahia que neste ano apresenta o maior número de cadastrados para realizar o exame. O estado, contudo, apresentou a queda mais elevada nas inscrições, com 2,76%. Na sequência, aparece Pernambuco que passou de 190.664 inscrições para 186.837, ou seja, diminuiu em 2,01%. Por último, na Paraíba, o total de inscritos reduziu 1,56%, baixando de 103.091 para 101.483 .

Tribuna do Norte

Alunos do IFRN de São Paulo do Potengi recebem menção honrosa na Olimpíada Nacional de Ciências

Alunos do IFRN recebem menção honrosa na Olimpíada Nacional de Ciências

Os alunos José Jussier Silva Pereira e Ramon Marques da Silva do Campus São Paulo do Potengi foram premiados com menções honrosas na Olimpíada Nacional de Ciências. Os estudantes participaram da 2° fase da competição e os seus resultados estão disponíveis no site da competição.

A 2ª Fase contou com questões de Astronomia, Biologia, Física, História e Química. Esses alunos fizeram jus a certificados de menção honrosa, pois conforme regulamento, acertam pelo menos 50% das questões da 2ª fase da ONC 2022.

ONC

A Olimpíada Nacional de Ciências é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e tem como objetivos despertar e estimular o interesse pelo estudo das ciências naturais; além de identificar estudantes talentosos e incentivar seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas.

UFRN é classificada entre as melhores universidades do mundo

Foto: Cícero Oliveira

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) está entre as melhores universidades do mundo, conforme o Times Higher Education World University Rankings 2023. A instituição está inserida entre as 1.201-1.500 na classificação geral e ocupa a 21ª posição entre todas as instituições brasileiras, o que corresponde a 20 posições à frente da colocação atingida no ranking anterior. Entre as universidades federais do Brasil, a UFRN saltou de 27ª em 2022 para a 13ª posição em 2023, o melhor resultado conquistado nos últimos cinco anos.

O ranking britânico inclui universidades em 104 países e regiões, com a classificação realizada a partir da análise de 13 indicadores de desempenho nas áreas de ensino, pesquisa, transferência de conhecimento e perspectivas internacionais. Cada universidade recebe um perfil detalhado, a fim de ajudar alunos, professores e gestores na tomada de decisões. Na avaliação de 2023, a UFRN teve como destaques os pilares de pesquisa e citações internacionais de trabalhos realizados na instituição.

De acordo com o reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo, as melhorias nos resultados alcançados nos últimos anos estão associadas ao compromisso pela oferta de educação com qualidade na instituição, onde existe uma política de qualidade acadêmica dos cursos. “É importante ressaltar que esses resultados somente foram possíveis por meio do compromisso de toda a comunidade universitária, envolvendo estudantes, docentes e técnicos”, destaca.

Tribuna do Norte

UFRN tem corte de R$ 8,8 milhões no orçamento e reitor diz que é ‘impossível’ cumprir contratos

Anastácia Vaz/UFRN

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) comunicou que, após o novo bloqueio de recursos no Ministério da Educação (MEC), a instituição sofrerá um contingenciamento de R$ 8,8 milhões dos recursos federais. Esse é o terceiro bloqueio no ano – antes a UFRN já havia perdido cerca de R$ 24 milhões do previsto para 2022.

De acordo com a UFRN, esse novo valor bloqueado é referente ao orçamento de custeio, “recursos que são utilizados para contratos como terceirização e energia elétrica”. O reitor da UFRN, José Daniel Diniz, disse que, com esse novo bloqueio, é “impossível” a universidade fechar o ano cumprindo os compromissos em contrato.

“Não tem como as universidades concluírem o ano cumprindo com seus compromissos dos contratos com esse bloqueio que aconteceu. É simplesmente impossível de acontecer”, disse o reitor.

 Nesta quarta, a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) disse que foi informada pelo MEC que o bloqueio para a educação superior foi de R$ 328 milhões.

O contingenciamento do governo federal ao orçamento do Ministério da Educação (MEC) foi consumado em um decreto na sexta-feira (30) e atinge todas as unidades federais, segundo a Andifes. O reitor da UFRN explicou que não haverá suspensão de aulas, apesar da queda do orçamento de custeio, mas que o único caminho para que a universidade consiga cumprir os contratos é com a liberação dos recursos.

Com informações do G1

UFRN tem corte de R$ 8,8 milhões no orçamento e reitor diz que é ‘impossível’ cumprir contratos

Foto: Reprodução

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) comunicou que, após o novo bloqueio de recursos no Ministério da Educação (MEC), a instituição sofrerá um contingenciamento de R$ 8,8 milhões dos recursos federais. Esse é o terceiro bloqueio no ano – antes a UFRN já havia perdido cerca de R$ 24 milhões do previsto para 2022.

De acordo com a UFRN, esse novo valor bloqueado é referente ao orçamento de custeio, “recursos que são utilizados para contratos como terceirização e energia elétrica”. O reitor da UFRN, José Daniel Diniz, disse que, com esse novo bloqueio, é “impossível” a universidade fechar o ano cumprindo os compromissos em contrato.

“Não tem como as universidades concluírem o ano cumprindo com seus compromissos dos contratos com esse bloqueio que aconteceu. É simplesmente impossível de acontecer”, disse o reitor em entrevista ao g1.

O governo federal anunciou, no fim de setembro, um bloqueio de R$ 2,6 bilhões no orçamento da União, mas não detalhou quais ministérios sofreram o contingenciamento. Nesta quarta, a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) disse que foi informada pelo MEC que o bloqueio para a educação superior foi de R$ 328 milhões.

O contingenciamento do governo federal ao orçamento do Ministério da Educação (MEC) foi consumado em um decreto na sexta-feira (30) e atinge todas as unidades federais, segundo a Andifes. O reitor da UFRN explicou que não haverá suspensão de aulas, apesar da queda do orçamento de custeio, mas que o único caminho para que a universidade consiga cumprir os contratos é com a liberação dos recursos.

G1 RN

Prefeita Sonyara e comitiva participam de Fórum Nacional voltado para a Educação em Brasília

A Prefeita Sonyara Ribeiro e Nildo Galdino, vice-prefeito, estão em Brasília participando do 9º Fórum Nacional Extraordinário dos Dirigentes Municipais de Educação que está sendo realizado entre os dias 16 a 19 de agosto, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB). O evento vai reunir 1.200 participantes para debater assuntos relacionados à temática central: a efetividade das políticas públicas para a garantia do direito à educação.

“Momento de aprendizagem para levar conhecimento e novas metodologias para a educação do nosso município”, registrou Sonyara em suas redes sociais. Além da prefeita e do vice, está participando também, a Secretária Municipal de Educação, Francisca Joelma.

O Fórum se encerra  na sexta-feira (19) com a plenária de alterações estatutárias e leitura e aprovação da Carta do evento, marcada para 11h, com as principais impressões e reivindicações dos gestores, a partir dos debates realizados ao longo dos quatro dias.