Política

Projetos relatados por Zenaide são aprovados pelo Senado no Dia da Mulher

A senadora Zenaide Maia (PROS – RN) foi a relatora de dois projetos aprovados pelo Senado neste 08 de março, Dia Internacional da Mulher: o PL 3.048/2021, que aumenta a punição nos crimes contra a honra (injúria, calúnia e difamação) cometidos contra mulheres; e o PL 2.889/2021, que assegura a autonomia na escolha de métodos contraceptivos para o planejamento familiar. Em seu parecer sobre o primeiro PL, Zenaide citou dados da SaferNET que mostram que as mulheres são vítimas de 65% dos casos de cyberbullying e intimidação pela internet; e 67% dos casos de sexting, que são as mensagens de conteúdo sexual e exposição íntima. Para a senadora, o projeto, de autoria da senadora Leila Barros (Cidadania – DF), “contribui para colocar em discussão essa forma de violência praticada contra a mulher, que é a violência moral. E mais: o PL amplia essa proteção, para abarcar todo e qualquer crime contra a honra praticado contra a mulher, em decorrência dessa condição, e não somente aquela praticada no contexto de violência doméstica”, frisou a parlamentar em seu voto.

Sobre o PL dos contraceptivos, o relatório de Zenaide Maia defende que os métodos sejam escolhidos livremente, sem necessidade de autorização do cônjuge. O PL 2.889 foi apresentado pela senadora Nilda Gondim (MDB – PB) em 2021, após a publicação de reportagens sobre a recusa de planos de saúde em autorizar procedimentos de colocação de DIU (dispositivo intrauterino) sem prévia autorização do marido/companheiro, quando, na legislação atual, só há essa condicionante nos casos de esterilização (laqueadura tubária ou vasectomia). O projeto aprovado pelo Senado assegura a autonomia de homens e mulheres na hora de optar por um método contraceptivo, seja ele temporário, como o DIU, seja permanente, como a esterilização voluntária. Os dois projetos relatados por Zenaide seguem para análise da Câmara dos Deputados.

Brenno Queiroga em São Paulo do Potengi neste sábado (12)

Brenno Queiroga será o nome do Solidariedade para governador do RN

Pré-candidato ao governo do RN, o engenheiro Brenno Queiroga, estará neste sábado, 12, em São Paulo do Potengi participando do programa Tribuna Independente da Web Rádio São Paulo. O programa poderá ser assistindo através do Youtube e Facebook da Web Rádio a partir das 11h, e tem como entrevistador Ewerton Vieira.

Prefeitura de Lagoa de Velhos faz entrega de sementes aos agricultores do município

A Prefeitura de Lagoa de Velhos, através da Emater, realizou na manhã desta terça-feira, 08, a entrega de Sementes do Banco de Sementes aos agricultores do município. O evento contou com a participação do vice-prefeito Nildo Galdino, que falou sobre a importância do fortalecimento da agricultura local.

“Sabemos o quanto essa ação é importante, de modo a contribuir com o desenvolvimento da agricultura, da colaboração ao nosso homem do campo. A prefeitura tem um enorme satisfação em estar aqui, ao lado da Emater, realizando a entrega das sementes aos nossos agricultores”.

Violência de cunho político e alagamentos na capital pautam líderes parlamentares

Na Sessão Plenária desta terça-feira (8), durante o horário das lideranças parlamentares, foram registrados os alagamentos ocorridos em Natal, após as fortes chuvas do final de semana, bem como atos de violência contra propriedades de políticos do Estado. Primeira líder a discursar, Eudiane Macedo (Republicanos) abordou os transbordamentos ocorridos em lagoas de captação da capital.

“Foram muitos locais alagados. José Sarney, Pajuçara, Panatis, Santarém. Nessa última chuva, as bombas estavam desligadas, mas mesmo que não estivessem, a gente sabe que teria alagado tudo, pela grande quantidade de água”, detalhou.

Segundo a deputada, os moradores estão saindo das suas casas – que lutaram tanto para conseguir – e tendo que alugar imóveis em outros locais. Isso não é algo novo, já vem de décadas. “É algo que precisa ser olhado com carinho. São tantas obras novas todos os anos, mas os governantes se esquecem da manutenção nas obras antigas. Então, eu peço encarecidamente esse olhar especial da prefeitura às lagoas de captação, para que faça sua manutenção. E isso eu falo desde a época de vereadora”, pediu Eudiane.

Na sequência, a parlamentar enfatizou a importância do “Dia Internacional da Mulher” para a luta feminina por igualdade. “Março é um mês para dar visibilidade às mulheres, apontar os avanços, indicar o quanto ainda precisamos ocupar espaços de poder, como é este Parlamento. Diferente de outras datas comemorativas, originadas no Comércio, esta foi criada pela ONU, na década de 1970, a fim de simbolizar a luta histórica das mulheres para ter suas condições equiparadas às dos homens. Nós não queremos ser melhores que os homens. Muito pelo contrário. Queremos andar lado a lado. E, para isso, precisamos ter os nossos direitos igualitários preservados”, explicou.

Para a deputada, “é inacreditável que, em pleno 2022, a gente ainda precise gritar que as vidas das mulheres importam e que não somos propriedade dos homens. Precisamos refletir sobre o quanto a piadinha machista alimenta um ciclo de violência simbólica e física que tira a vida de tantas mulheres, todos os dias”, reforçou Eudiane.

Por fim, a parlamentar destacou a importância da representatividade feminina na Política. “E eu quero registrar aqui a importância de ter três deputadas nesta Casa Legislativa, mesmo que sejamos minoria. Isso é de suma relevância, porque quando se tem mulher no Parlamento, consegue-se dar uma maior atenção às pautas femininas. E com nossa luta e resistência nós vamos conseguir conquistar cada vez mais espaço”, finalizou a deputada.

O deputado Coronel Azevedo (PSC) também fez referência ao “Dia Internacional da Mulher”, parabenizando todas as mulheres brasileiras, em especial as servidoras e as três deputadas da Casa.

Em seguida, ele citou um projeto importante do seu mandato, em defesa da pauta feminina. “Uma das nossas primeiras ações, ainda em 2019, foi um requerimento ao Governo do Estado, em que pedimos a instalação das Casas Abrigo, a fim de acolher mulheres em situação de violência. Posteriormente, inclusive, a iniciativa foi objeto de proposta legislativa, tendo sido aprovada neste Parlamento”, destacou.

Azevedo registrou também o aniversário de duas unidades da Polícia Militar, em Natal. “Quero mandar um abraço a todos os combatentes que dedicam suas vidas, servindo no 4º Batalhão da PM, na Zona Norte, e também no 9º Batalhão, que fica na Zona Oeste. Eu presto a minha continência e dou os meus parabéns a todos os oficiais e praças dessas localidades”, celebrou.

Finalizando sua fala, o parlamentar opinou sobre o que chamou de “atentado” ao gabinete do deputado federal General Girão, na manhã de hoje, na Avenida Salgado Filho, em Natal.

“Foi um ato que vai de encontro ao princípio democrático e à pluralidade de ideias. É um absurdo isso. Uma ação injustificável. Há várias formas de se defender um ponto de vista e criticar alguém, mas depredar ou agredir é muito errado. Então, fica aqui a minha solidariedade a todos os servidores e ao próprio deputado Girão. E agora a polícia precisa descobrir quem está por trás desses atos”, concluiu.

Ezequiel homenageia mulheres e memória do ex-governador do RN, Geraldo Melo

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), apresentou na sessão ordinária desta terça-feira (08) voto de pesar pela morte do ex-governador e ex-senador Geraldo Melo (PSDB). O requerimento foi subscrito por todos os parlamentares. Ezequiel aproveitou ainda, para, antes do voto de pesar, registrar os parabéns para as mulheres potiguares pelo Dia Internacional da Mulher, celebrado nesta terça-feira (08). “Parabenizar e abraçar a todas as mulheres que compõem o Legislativa e do RN. Elas que são essenciais em nossas vidas. Em especial congratulo minha mãe (Letícia) e minha esposa (Ingrid)”, registrou.

Sobre Geraldo, Ezequiel disse que “a política e o Rio Grande do Norte perderam um dos seus melhores homens. Ele não foi apenas cumpridor dos seus deveres de homem comum. Grande homem público, como político, sua atividade se estendeu a todos os assuntos que enobrecem e dignificam o ideal de servir. Onde houvesse vibração, flama e calor humanos, lá estava Geraldo Melo vencendo as nuvens escuras que pudessem lhe cercar”.

Geraldo Melo tratava um câncer desde o ano passado e tinha 86 anos. Foi governador do RN entre os anos de 1987 e 1991 e senador entre 1995 e 2003, sendo considerado um dos maiores oradores da sua geração, chegando inclusive a ocupar a vice-presidência do Senado.

Em 2021, foi eleito novo imortal da Academia Norte-riograndense de Letras (ANL), para a cadeira número 32. “O ‘tamborete’ Geraldo nos deixa um grande legado: o de fazer política fazendo amigos. O seu legado reveste-se também da grandeza humana que lhe era própria, da lhaneza no trato, da vontade constante de ser útil e de fazer o bem, dos exemplos dignificantes que merecem maior atenção dos pósteros. Geraldo era um homem simples, de muitas palavras e muitas conquistas. Era um intelectual, um poeta, um político, um homem bom, um buscador de ideias e um pregador das boas causas. Por isso, o nome de Geraldo Melo compõe o rol dos bons políticos brasileiros, referência no RN, como governador, e no Brasil, como vice-presidente do Senado”, completou Ezequiel

Segundo o deputado, Geraldo Melo entendia que “a política é a arte de determinar como vamos viver juntos, conciliar nossos interesses e estabelecer regras de convivência”. Geraldo era casado com Ednólia Melo, ex-prefeita de Ceará-Mirim, com quem teve cinco filhos: Pedro, Gustavo, Jerônimo, Renata e Geraldinho.

“A todos os amigos e familiares, os mais sinceros votos de condolências e desejos para que Deus, na sua infinita bondade, ampare os corações e almas que sofrem com a partida nosso querido amigo Geraldo José da Câmara Ferreira de Melo. Hoje, Geraldo Melo repousa na paz do ventre do seu estado e deixa a história da sua vida e o seu exemplo para se incorporarem à história política do Rio Grande do Norte”, finalizou Ezequiel.

Vandalismo em escritório de deputado do RN foi promovido por mulheres do MST

Reprodução

Na madrugada desta terça-feira (8), mulheres que compõem o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no Rio Grande do Norte realizaram protestos em frente à sede do gabinete do deputado federal General Girão (PSL-RN), em Natal. A ação expressa o descontentamento delas com medidas como a aprovação do Projeto de Lei 6299/02, que teve o voto favorável do parlamentar potiguar na Câmara Federal.

Em nota, as Mulheres denunciam a atuação do deputado, “disseminador de notícias falsas, investigado pelo STF por patrocinar processos anti-democráticos com recursos de mandato parlamentar, um dos nomes que votou a favor do PL do Pacote de Veneno, além de aprovar o projeto político de um governo genocida, que representa a fome, a destruição da vida, da natureza e a paralisação da reforma agrária”.

A ação integra a Jornada de Lutas das Mulheres Sem Terra, organizada durante o mês de março, que inclui protestos, ações de solidariedade e atividades de formação política em todo o país.

Leia na íntegra a nota das Mulheres Sem Terra do Rio Grande do Norte sobre ação contra o deputado General Girão.

NOTA DAS MULHERES SEM TERRA DO RIO GRANDE DO NORTE SOBRE PORQUE ESCRACHAMOS O DEPUTADO GENERAL GIRÃO

GIRÃO TEM SANGUE, VENENO E FOME NAS MÃOS!

Nós, Mulheres Sem Terra Potiguares, mobilizadas em Jornada Nacional de Lutas, ocupamos o campo e a cidade de todo país, denunciando as violências estruturais, retrocessos e desmandos do atual governo Bolsonaro e seus apoiadores, que impede nosso acesso à terra, ao trabalho digno, aos nossos direitos e a tudo que viola nosso direito de existir gritando. Diante disso, só nos resta resistir, denunciar e lutar.

No final do ano de 2019, o atual deputado General Girão tornou- se alvo de investigação junto ao STF. Investigação essa que apura divulgação e financiamento de atos antidemocráticos, sendo apontado como um dos quatro parlamentares envolvidos. O esquema se dava por meio de pagamentos a agências de publicidade, que divulgavam e convocavam participantes para atos onde as reivindicações eram: “Fechamento do Congresso Nacional, fechamento do STF, intervenção militar e cobrança da volta do AI-5”.

De acordo com o levantamento, o deputado Girão foi um dos mais generosos contribuintes no financiamento, injetando entre dezembro de 2019 e junho de 2020 cerca de R$87.700,00 (oitenta e sete mil e setecentos reais), sendo que desses, R$ 51.800,00 (cinquenta e um mil e oitocentos reais), correspondem aos gastos do mesmo com a agências de publicidade investigadas por divulgação de atos antidemocráticos.

E não para por aí! No último dia 14 de fevereiro de 2022, integrantes do Grupo de Trabalho (GT) Agrotóxicos e Saúde, da Fiocruz, chamaram a atenção para a “PL do Veneno”, demonstrando que, tal PL, formalmente conhecida por PL6299/2002, traria prejuízos para o meio ambiente e também para a saúde da população, alertando ainda aos danos irreparáveis no processo de registro, monitoramento e controle de riscos e perigos de AGROTÓXICOS no Brasil.

Além da Fiocruz, especialistas, artistas, defensores do meio ambiente, órgãos e instituições manifestaram seu completo repúdio à aprovação da PL. A Fiocruz, assertiva em expor no documento apresentado aos senadores, que ao promover essa flexibilização, o PL “permite o registro de produtos mais tóxicos, como aqueles que causam câncer, problemas reprodutivos, distúrbios hormonais e para o nascimento”. E nós? Como ficamos nós com uso abusivo, desenfreado, sem monitoramento e fiscalização? Uma loteria de perdas que não queremos apostar para ver em qual das mazelas nos surpreenderá primeiro. Existem interesses financeiros e políticos que são as bases para a defesa do “PL do Veneno”, tendo em vista as consequências absurdas. Não é a nossa qualidade de vida e o direito à saúde que estão sendo uma prioridade. Quem deveria representar, é quem nos joga contra os nossos interesses, contra a dignidade, vida e saúde de seu povo, além de covarde, é desumano!

Aqui no Rio Grande do Norte, dos oito deputados, seis foram a favor desse absurdo: Walter Alves, João Maria, Beto Rosado, Carla Dickson, General Girão e Benes Leocádio. O povo do Rio Grande do Norte precisa saber quem usa do parlamento para votar contra o povo e reiteramos que ELES não podem ser reeleitos!

Quanto vale uma vida, senhores(a) deputados (a)? O povo potiguar gostaria de saber de vocês!

Na Câmara dos Deputados a votação do PL 6299/2002, se deu numa quarta-feira à noite, em caráter de urgência. Debatido em menos de 4 horas, a Câmara dos Deputados APROVOU, por 301 a 150 votos o “Pacote de Veneno – PL 6299/2002”, sem prévia discussão, participação ou consulta popular.

Durante o governo Bolsonaro foi registrado um aumento recorde de liberação de agrotóxicos, parte deles extremamente tóxicos e muitos proibidos na União Europeia. Foram mais de 1.500 novos AGROTÓXICOS liberados desde o início da gestão e só no ano de 2021 foram 641 novos.

Com quem fica o lucro??? Afinal, só nos foram oferecidos os prejuízos.

Provavelmente o senhor deputado Girão saberá nos responder, foi dele um dos 301 votos a favor do pacote de veneno ao povo.

Em meio a pandemia, desemprego, a fome, a incerteza, as violências e violações diárias – no meio social, político, estrutural, negociam nossas vidas, nossa terra, nossas águas, nosso alimento, nosso direito de existir. Enquanto assim for, nós mulheres sem-terra resistiremos, marcharemos, lutaremos, denunciaremos. Cabe a nós a construção de dias melhores, seja no campo, na cidade, nas florestas.

Que a voz das mulheres possa ecoar nas ruas “Terra, Trabalho e Direito de Existir. Mulheres em Luta não vão sucumbir!”

Pelas que vieram antes de nós, por nós e pelas que virão depois de nós.

Seguimos!

Direção Estadual do MST/RN

Com informações da Agência Saiba Mais

Rogério Marinho repassa mais R$ 11 milhões para obras de saneamento no RN e mais 10 estados

Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), vai repassar mais de R$ 17 milhões para a continuidade de obras de saneamento básico em 11 estados brasileiros. As intervenções ocorrerão no Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo. Ao todo, mais de 325 mil famílias serão beneficiadas.

“Nós sabemos o benefício que o tratamento de água, de esgotos, a canalização adequada dos córregos propicia às cidades. Então, estamos fazendo todo o esforço para que não haja nenhuma interrupção do cronograma físico-financeiro dessas obras”, destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. “Esperamos brevemente concluir essas obras e que elas sirvam à população”, completa.

Nordeste

A maior parte dos recursos – R$ 6,7 milhões – serão destinados a quatro estados do Nordeste. A cidade de Aracaju, em Sergipe, receberá R$ 2,1 milhões para ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário na Zona Norte do município. Também em Sergipe, o município de Lagarto terá R$ 1,1 milhão para ampliação do sistema integrado de abastecimento de água da Adutora do Piauitinga.

Para o Ceará, serão destinados R$ 382,8 mil, sendo R$ 96,9 mil para ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário em sete bacias do município de Camocim e outros R$ 285,9 mil para o sistema adutor e de reservação do Taquarão, em Fortaleza.

Já no Rio Grande do Norte, os investimentos chegam a mais de R$ 3 milhões. O repasse será utilizado na drenagem urbana sustentável na região da Arena das Dunas, em Natal.

Finalmente, no Maranhão, R$ 98,1 mil serão destinados para a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário da sede municipal de Itapecuru Mirim.

Centro-Oeste

Na região Centro-Oeste, a cidade de Goiânia, em Goiás, receberá investimentos de R$ 5,5 milhões, que serão utilizados na ampliação do sistema de esgotamento sanitário da cidade. Já em Luziânia, R$ 28,6 mil serão destinados à promoção do saneamento integrado e urbanização nos parques Alvorada I, II e III e no parque JK.

Também em Goiás, o município do Novo Gama contará com R$ 163,9 mil para promover saneamento integrado da região de Lunabel, onde estão localizados os bairros América do Sul, Alphaville Paiva e Lunabel 3C.

Por fim, R$ 605,2 mil serão repassados a Rondonópolis, em Mato Grosso, para ampliação do sistema de abastecimento de água na sede municipal.

Sudeste 

Em Minas Gerais, os investimentos da União em saneamento básico alcançam R$ 1,9 milhão. A maior parte desse valor será aportada em Sete Lagoas, que terá R$ 1,8 milhão para ampliação do sistema de esgotamento sanitário da sede municipal. Já Muriaé contará com R$ 61,5 mil para a realização de serviços de drenagem urbana sustentável.

Em São Paulo, cinco cidades receberão, juntas, R$ 563,4 mil para dar continuidade a obras de saneamento. Jahu contará com R$ 207,9 mil para a realização da drenagem urbana sustentável no Córrego dos Pires e no Córrego da Figueira. Para Santo André, serão destinados R$ 166,1 mil, que serão utilizados em saneamento integrado e na urbanização do Complexo Jardim Irene.

Para Campinas, R$ 108,3 mil serão repassados para dar continuidade ao saneamento integrado na Bacia do Ribeirão Quilombo, com execução de canais e reservatório de amortecimento, esgotamento sanitário e pavimentação.

Já Sorocaba contará com R$ 16,6 mil para ampliação da capacidade de tratamento e melhoras da eficiência da Estação de Tratamento de Esgoto Sorocaba 1. Por fim, Carapicuíba irá dispor de R$ 64,4 mil para ampliação do sistema de esgotamento sanitário do município.

Norte 

Na região Norte, a cidade de Vilhena, em Rondônia, vai contar com R$ 518,5 mil para a continuidade das obras de ampliação e readequação do sistema de abastecimento de água da sede municipal. Além disso, também será realizada a implantação do sistema de esgotamento sanitário no perímetro urbano da cidade.

Sul 

Na região Sul, Santa Rosa, no Rio Grande do Sul, vai dispor de R$ 13,7 mil para elaboração de estudo de concepção e projetos de engenharia para manejo de resíduos sólidos urbanos e de águas pluviais na sede municipal. Já em Santa Catarina, Joinville terá R$ 931,7 mil para a implantação de rede coletora nas Bacias 8.1 e 9 da cidade.

Investimentos

Desde janeiro deste ano, R$ 102,1 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) foram empenhados e R$ 121,6 milhões foram repassados pelo MDR para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País. Outros R$ 167 milhões foram pagos para financiamentos por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e de outros fundos federais financiadores.

Atualmente, a carteira de obras e projetos da Pasta no setor – contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados – é de 1.101 projetos, somando um total de R$ 42,22 bilhões, sendo R$ 25,18 bilhões de financiamentos e R$ 17,04 bilhões de OGU

Grande Ponto

Arthur do Val: Podemos aceita desfiliação do integrante do MBL

Foto: Reprodução

No Dia Internacional da Mulher, o Podemos acatou o pedido de desfiliação do deputado estadual Arthur do Val, após a divulgação de áudios sexistas em que diz que mulheres ucranianas são “fáceis porque são pobres”. “A legenda recebe e acata desfiliação do deputado estadual Arthur do Val (SP), diante da abertura do processo disciplinar que poderia resultar em cassação do parlamentar. Ele estava filiado ao partido há cerca de 30 dias”, afirmou o Podemos em nota.

Na segunda-feira, 7, o partido abriu um procedimento disciplinar interno para avaliar um pedido de expulsão do deputado protocolado pelas presidentes do Podemos Mulher Nacional e estadual de São Paulo, respectivamente, Márcia Pinheiro e Alessandra Algarin. Na ocasião, do Val disse que não tinha pensado sobre o processo de expulsão, mas que não pretendia pressionar a legenda a aceitá-lo.

“Não quero que o partido seja forçado a me aceitar lá dentro, se o partido não me quiser, eu saio”, disse do Val. O deputado já havia retirado a pré-candidatura ao governo de São Paulo. Ele migrou ao Podemos no começo do ano junto a lideranças do Movimento Brasil Livre (MBL), como forma de impulsionar o nome do presidenciável do partido, Sérgio Moro, na corrida presidencial.

Após a divulgação dos áudios, contudo, o ex-juiz foi bastante criticado pela aliança com do Val e divulgou nota de repúdio às declarações. Na Assembleia Legislativa de São Paulo, o deputado enfrenta ainda nove representações individuais e três coletivas que pedem sua cassação por quebra de decoro. Ao menos 38 parlamentares já solicitaram sua punição formalmente.

Estadão Conteúdo

Vereador de Natal quer proibir médicos e dentistas de fazer receita à mão para evitar “garranchos” e “rabiscos”

Foto: reprodução

O vereador Luciano Nascimento (PTB) apresentou um projeto de lei na Câmara Municipal de Natal que proíbe profissionais de saúde de escreverem receitas à mão. A proposta estabelece que médicos, dentistas e demais agentes de saúde sejam obrigados a digitar suas receitas em computadores, para facilitar a compreensão por parte dos pacientes.

Segundo o projeto de lei, a proibição de fazer receita à mão seria aplicada tanto à rede pública quanto à rede privada. Computadores teriam de ser instalados em todos os consultórios de unidades básicas de saúde, hospitais e clínicas da cidade de Natal. O médico também ficaria proibido de escrever abreviações e códigos pouco usuais.

A lei proposta por Luciano Nascimento estabelece, ainda, que todas as receitas médicas devem conter itens obrigatórios, para deixar claro para quem foi expedida a prescrição, qual o medicamento recomendado e seus respectivos tempo de uso e dosagem, entre outras informações.

O vereador justifica que a lei é necessária porque estudos mostram que um a cada quatro pacientes sai do consultório médico sem saber sequer qual medicamento foi prescrito. Ele afirma que a proposição evitaria receitas com “garranchos” e “rabiscos” – referência à caligrafia dos médicos.

“Mas, além de não entenderem o que foi dito durante a consulta, os pacientes sofrem com outro problema: a dificuldade em entender a letra do médico no receituário. Não é à toa que, quando alguém tem a caligrafia ruim, dizem que a pessoa tem ‘letra de médico’. A tarefa, na maioria das vezes, sobra para farmacêuticos e balconistas, que já estão acostumados aos garranchos dos médicos”, enfatiza o vereador.

Luciano Nascimento ressalta que há casso de pacientes que tomaram o medicamento errado, ou a dosagem errada, por não entender corretamente a letra do médico. Ele lembra que já há lei federal estabelecendo que a prescrição médica deve ser clara, mas isso é ignorado por profissionais de saúde.

“O próprio Código de Ética Médica, no artigo 39, também condena a emissão de receitas ilegíveis”, lembra.

98 FM Natal